• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Boa relação » Lyra vai buscar verba com Dilma Governador quer discutir ajuste fiscal para ampliar capacidade do estado de realizar investimentos

Júlia Schiaffarino

Publicação: 23/04/2014 08:07 Atualização:

Dilma Rousseff e João Lyra estiveram juntos pela última vez no dia 14, em Suape Foto: Aloisio Moreira/SEI (Aloisio Moreira/SEI)
Dilma Rousseff e João Lyra estiveram juntos pela última vez no dia 14, em Suape Foto: Aloisio Moreira/SEI

A pauta da reunião que o governador de Pernambuco João Lyra Neto (PSB) terá com a presidente Dilma Rousseff (PT) está definida. Com apenas oito meses de gestão pela frente, o socialista quer garantir, o quanto antes, a liberação de empréstimos contratados pelo governo do estado. Assim, a conversa irá girar, prioritariamente, em torno do Programa de Reestruturação de Ajuste Fiscal (PAF). A meta de investimentos para 2014 é de R$ 3,7 bilhões.

“Temos empréstimos contratados com instituições financeiras nacionais e internacionais e, para que se efetue a liberação, precisamos da avaliação do PAF. Como Pernambuco cumpriu todas as metas, acredito que será atendido”, comentou Lyra, ontem, após uma visita de cortesia ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Foi a primeira vez que o governador do estado esteve no gabinete do procurador-geral de justiça, Aguinaldo Fenelon. O valor exato dos empréstimos não foi divulgado.

Nos dois primeiros meses deste ano Pernambuco registrou o menor volume de repasses da União por meio de convênios na gestão Dilma Rousseff (PT). Foram R$ 80 milhões. João Lyra assumiu o governo fazendo as contas de quanto teria em caixa para poder concluir obras iniciadas na “era” Eduardo Campos, especialmente as de mobilidade, além de imprimir à gestão dele uma marca própria. A preocupação persiste e a equipe de gestão também corre contra o tempo para apresentar projetos e firmar convênio até junho, prazo estipulado pela justiça eleitoral em anos de eleição.

Durante o encontro com a presidente, João Lyra Neto pretende abordar, ainda, obras de mobilidade. Na lista estariam as maiores do estado: a Ferrovia Transnordestina, cuja previsão de entrega era 2010, e o Arco Metropolitano, cujo edital de licitação o governador espera ter lançado em junho. Convênios com o Ministério do Desenvolvimento Agrário também vão entrar na pauta.

A data para a reunião com a presidente Dilma ainda não está definida, devendo ocorrer entre os dias 28 e 30 próximos. Quando for a Braslía, Lyra também terá uma reunião com o ministro da Saúde. “Temos muitas obras e ações em conjunto com o Ministério da Saúde”, comentou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.