• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Campos defende maior autonomia do Banco Central

Publicação: 21/04/2014 20:55 Atualização:

Em entrevista aos jornais Wall Street Journal (EUA) e Financial Times (Inglaterra), o pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB) defendeu uma maior autonomia do Banco Central (BC). De acordo com ele, isso é fundamental para  "encorajar investidores" e "ajudar o Brasil a retomar o rápido crescimento"."É preciso restabelecermos a sintonia na política econômica. Hoje a política fiscal e a política monetária caminham separadamente", afirmou o presidenciável. O socialista colocou este ponto como um dos um dos temas a serem debatidos pelo grupo responsável pela formulação do futuro programa de governo.

O futuro da Petrobras, principal estatal brasileira também foi abordado durante as conversas. Campos criticou a condução dos trabalhos na companhia, disse que ela estava carente de "transparência" na política de preços e "sob interferências políticas". " A Petrobras é muito importante para o Brasil e precisa ser tratada com gala... é preciso profissionalizar a diretoria e proteger a empresa contra interferências políticas", afirmou.

Eduardo Campos também voltou a defender a necessidade do resgate do planejamento estratégico, com um olhar de longo prazo para o Brasil na economia. "O Brasil tem um grande desafio, que é melhorar a produtividade da economia, com um olhar estratégico para o futuro, questionando o que queremos", disse. Ele também defendeu a implantação da educação em tempo integral. O sistema foi implantado em algumas escolas pernambucanas na época em que ele foi governou o estado e deve ser usado como vitrine durante a campanha.

Outro tema abordado durante a entrevista foi o papel da ex-senadora Marina Silva, confirmada como pré-candidata a vice na chapa socialista. "Ela é muito respeitada dentro e fora do Brasil e vamos trabalhar juntos para fazer as mudanças que o Brasil deseja", frisou.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Maria Santos
Temas muito bem escolhidos, mais a educação é fundamental para o país, pouco investimento e profissionais sem qualificações. Será que isso vai mudar com o novo Presidente? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.