• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Gravatá » Prefeito do PTB adere candidatura do socialista Paulo Câmara

Júlia Schiaffarino

Publicação: 19/04/2014 14:07 Atualização:

O prefeito de uma das principais cidades do Agreste de Pernambuco, Gravatá, Bruno Martiniano (PTB), declarou apoio à pré-candidatura do socialista Paulo Câmara ao governo do estado. A atitude de Martiniano contraria a sigla à qual pertence, cujo pré-candidato ao governo é o senador Armando Monteiro Neto, que  tem feito oposição à Câmara. O evento de adesão ocorreu na manhã deste sábado (19).

"Não é singelo reunir esse conjunto de pessoas em uma véspera de Páscoa. Nós fomos convidados para participar da procissão (do Senhor Morto) e de lá fomos convidados pelo prefeito para uma reunião....Conversei muito com você, Bruno, durante todo esse processo e sei de tudo o que você enfrentou para estar aqui hoje", comentou Paulo Câmara durante o evento. Câmara também classificou como uma "honra" o apoio e completou, ao falando sobre o fato de Martiniano pertencer ao PTB: "isso mostra o quanto a união está norteando nosso projeto".

O prefeito de Gravatá leu uma carta na qual qual justifica o apoio a Paulo Câmara, bem como à pré-candidatura de Eduardo Campos à Presidência da República. Ao discursar, após a leitura do texto, ele ressaltou: "Abrimos este espaço porque Gravatá está de portas abertas para aqueles que queiram o melhor para nossa cidade, Pernambuco e para o Brasil. Com Paulo Câmara, Raul, Fernando Bezerra Coelho e Eduardo Campos vamos continuar no caminho do desenvolvimento. Este é um grupo de coragem e determinação".

O evento ocorreu no Portal de Gravatá, que estava lotado. O PSB foi à cidade apresentar o projeto de Paulo Câmara aos vereadores de Gravatá. Estiveram presentes o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Waldemar Borges (PSB), e o pré-candidato ao Senado pela Frente Popular, Fernando Bezerra Coelho (PSB). O presidente da Assembleia, deputado Guilherme Uchoa (PDT) e os deputados Sebastião Oliveira (PR), Diogo Moraes (PSB), Laura Gomes (PSB) e Henrique Queiroz (PR), além de prefeitos e vice-prefeitos das cidades de Paulista, Aliança Sairé, Chã Grande, Bezerros, Timbaúba, Caruaru e Abreu e Lima também acompanharam a agenda deste sábado.

A cidade de Gravatá tem um histórico de contrariar as orientações partidárias dos prefeitos. Na disputa para o governo do estado em 2010, o então gestor Ozano Brito, que pertencia ao PSDB declarou apoio à reeleição de Eduardo Campos (PSB). Na época estava posta também, na linha de oposição ao socialista, à candidatura do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), que contava com o apoio dos tucanos. No ano seguinte Brito migrou para o PSD e posteriormente para o próprio PSB.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.