• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Coincidências entre petista e socialista » Eduardo e Dilma atrás do voto jovem no Rio Depois de trocarem a ponte aérea, ela em Pernambuco e ele em Brasília, adversários vão a mesmo destino

Rosália Rangel

Publicação: 16/04/2014 08:02 Atualização: 16/04/2014 13:47

A cidade do Rio de Janeiro foi o destino escolhido ontem pelo pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, e a presidente Dilma Rousseff (PT), que vai tentar a reeleição. As coincidências entre os presidenciáveis começaram na última segunda-feira, quando a petista esteve em Pernambuco justamente quando Eduardo esteve em Brasília para anunciar sua pré-candidatura. Ontem, a investida deles foi no estado que concentra o terceiro maior colégio eleitoral do país.

Na primeira atividade da agenda, Eduardo participou de um almoço com jornalistas. À noite, proferiu palestra no auditório da Universidade Estácio de Sá. No discurso, que foi transmitido para 80 campi da universidade, ele falou sobre a atual conjuntura política e voltou a criticar a gestão petista. Também aproveitou o momento para incentivar a participação dos jovens no debate que, segundo ele, deve ser travado com a sociedade para mudar os rumos do país. “A juventude não pode desanimar. A contribuição dos jovens é muito importante nesse processo”, relatou Eduardo, em entrevista por telefone ao Diario.

O ex-governador aproveitou o momento, ainda, para “vender” da melhor forma a aliança construída com a Rede, da ex-senadora Marina Silva, pré-candidata a vice, para enfrentar o projeto de reeleição de Dilma.“A sociedade precisava de uma nova opção para dizer ao Brasil que esse modelo que está aí não funciona mais”, destacou Campos.

Dilma, por sua vez, também apostou em evento com estudantes. A petista prestigiou a formatura do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Médio e Emprego (Pronatec), ação que prometeu transformar em política pública de estado, e da entrega de 720 unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.“Um país, ele é medido no seu desenvolvimento, pela capacidade que ele tem de ter trabalhadores bem formados”, destacou a presidente em seu discurso.

Sobre o programa educacional, a presidente ressaltou ainda que, até o fim do ano, serão investidos R$ 14 bilhões para garantir 8,3 milhões de matrículas em mais de 3,8 mil municípios para o programa, criado em 2011. As palavras dela foram ouvidas por milhares de formandos de mais de 20 municípios cariocas.

Com a visita ao Rio, o ex-governador Eduardo Campos deu o primeiro passo do giro que fará pelo Brasil nessa primeira fase da pré-campanha. Ontem à noite, ele viajou para São Paulo, onde irá passar a Semana Santa. Na capital paulista, concede entrevista à imprensa internacional, e à noite cumpre agenda em Campinas. Na quinta e sexta-feira, irá se reunir com a militância e os dirigentes do PSB para discutir a estruturação interna da pré-campanha na cidade. Para o domingo estão previstas atividades no interior paulista.

Na segunda-feira (21), o compromisso dele será em Florianópolis e Chapecó, em Santa Catarina, e Cascavel, no Paraná. Depois dessa maratona, Eduardo retornará a São Paulo, e no dia 24 estará em Belém (PA). No 25 de abril, Eduardo abre o Encontro Programático do PSB em Manaus (AM). Desta vez, serão discutidos problemas e propostas para a região Norte.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.