• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

No Senado » Avaliação da Petrobras foi afetada pela queda do Brasil, diz Graça Foster

Agência Brasil

Publicação: 15/04/2014 15:52 Atualização:

A presidente da Petrobras, Graça Foster, rebateu nesta terça-feira (15) as críticas feitas ao desempenho financeiro da estatal feitas por parlamentares durante audiência pública em sessão conjunta das comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado. A executiva relativizou a queda da estatal na avaliação das agências de risco.

“Nós não perdemos o grau de investimento. O Brasil desceu um degrau e a Petrobras desceu junto com o Brasil. Nós nos relacionamos com 15 bancos, que nos acompanham, que avaliam as nossas ações. Dos 15 bancos, cinco recomendam compra de ações da Petrobras e dez recomendam que mantenham as ações da Petrobras”, garantiu.

A presidente da Petrobras destacou a dificuldade da empresa com a produção de petróleo. “Nós tivemos sondas de perfuração contratadas no exterior e todas elas atrasaram de 12 a 18 meses. Nós tivemos atrasos nos barcos de apoio, tivemos alguns atrasos, ao longo dos últimos quatro anos, com unidades de produção. Tudo isso fez – e nós reconhecemos isso no ano de 2012 – uma defasagem da nossa produção, que agora está ajustada”, ressaltou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.