• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Projeto » Governo já gastou R$ 4 bilhões na transposição do Rio São Francisco

Publicação: 09/04/2014 11:18 Atualização:

O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, informou há pouco que o governo já gastou R$ 4 bilhões dos R$ 8 bilhões previstos para o projeto da transposição do Rio São Francisco, na região Nordeste. Segundo ele, as obras representam a maior parte dos investimentos. Mas ele ressalta que 12% do investimento vai para programas ambientais.

O ministro participa de audiência pública na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia. Ele foi convidado para apresentar os programas que promovem o desenvolvimento regional e o combate à seca e à pobreza em andamento no órgão.

Segundo ele, as obras da transposição do Rio São Francisco foram retomadas com mais força em 2013, após uma desaceleração em 2011 e 2012. Ele informa que, nessas obras, o governo está licitando diretamente ou apoiando os governos estaduais. “A ideia é atender 390 municípios em breve”, disse. Serão beneficiados principalmente os estados Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.

Teixeira acredita que o Ceará já poderá ser beneficiado até o meio do próximo ano, e a Paraíba, até o final do próximo ano. “O governo federal financia a construção de adutoras também, para possibilitar que a água do Rio Francisco chegue à casa das pessoas, ao final das obras da transposição”, explicou.

Conforme ressaltou o ministro, o Nordeste vive hoje uma das maiores secas da história. Atualmente, 765 municípios estão em estado de emergência, afetando 15 milhões de habitantes. Como medida emergencial, o governo federal apoia os governos estaduais na chamada Operação Carro-pipa, que atende mais de 4 milhões de habitantes.

Teixeira informou ainda que o ministério também desenvolve o Programa Água para Todos, para levar água aos moradores da área rural. A meta é construir 750 mil cisternas. “Mais de 524 mil cisternas já foram construídas”, disse. O restante será feito este ano ainda, segundo o ministro. A ideia do ministério é, depois, ampliar o programa para todo o Brasil.

Com Agência

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.