• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

João é João » Oficializado como candidato do PT ao senado, João Paulo elogia João da Costa Escolhido para disputar a eleição ao lado de Armando Monteiro, ele destacou unidade do partido

Franco Benites

Publicação: 07/04/2014 12:54 Atualização: 07/04/2014 14:09

Faltou espaço no pequeno auditório da sede estadual do PT nesta segunda-feira (7) para o evento de oficialização do deputado federal João Paulo como pré-candidato do partido ao senado. O petista destacou a emoção do momento e enalteceu a unidade da legenda. "Fazia muito tempo que eu não me encontro emocionado como estou agora. Se tinha uma coisa que ninguém imaginava que seria possível de acontecer seria o PT chegar ao nível de entendimento que pudesse consagrar seja qual fosse a candiatura. Sentimos esses gestos, inclusive, o que muitos não esperavam, do ex-prefeito João da Costa. Ele essencialmente ajudou nesse processo de unificação", disse.

Apesar da mensagem, posteriormente, João Paulo negou que venha conversando com João da Costa de forma isolada e ressaltou que encontra o ex-prefeito apenas nas reuniões partidárias. A deputada federal e presidente do PT em Pernambuco, Teresa Leitão, informou que Costa não esteve no evento desta segunda devido a uma vigem. "A referência feita por João Paulo foi muito justa. Sabemos que o que ocorreu entre os dois não se dissolve em um passe de mágica. João da Costa está tendo uma posição política exemplar e não colocou nenhum obstáculo nesse processo interno", elogioiu.

Em seu discurso, João Paulo afirmou que o PT e o senador e pré-candidato Armando Monteiro (PTB) vão encarar uma disputa dura contra o PSB no estado e no país. "Sabemos que vamos enfrentar uma luta dura. Essas disputas têm sido dadas na base da calúnia, difamação e ameaças", falou. Ele ainda destacou que a decisão de desconstruir a frente de partidos de esquerda não foi obra da sua legenda. "Estamos onde sempre estivemos. Foi Eduardo Campos (PSB) que se afastou do projeto que vinha dando tão certo em Pernambuco e no Brasil", falou.

Ainda discursaram ao lado de João Paulo e Teresa Leitão os senadores Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro. Os dois destacaram o processo de transparência da definição do PT e a disposição de fazer uma aliança forte para as eleições de outubro. Como suplente de João Paulo na campanha, foi escolhido o dirigente Gilson Guimarães.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.