• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Posse » João Lyra faz seu primeiro discurso como governador

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 04/04/2014 16:00 Atualização: 04/04/2014 18:19

Após assinar o termo de posse, João Lyra Neto (PSB) faz, na Assembleia Legislativa, seu primeiro discurso como governador do estado. Pelas primeiras palavras, o socialista indica que deve reforçar as políticas para o desenvolvimento do interior do estado.

João Lyra disse que irá dar sequência às ações de Eduardo Campos e que vai fazer o possível para continuar o trabalho de interiorização do desenvolvimento do estado, levando indústrias e incentivando o turismo interno. O novo governador também destacou a necessidade de fomentar políticas para o semiárido. "Não me conformo com as políticas paliativas que retardam o desenvolvimento. "Vou mobilizar a inteligência pernambucana para criar alternativas de convivência com o semiárido", disse.

O novo governador destacou também a criação da Secretaria de Microempresa, dizendo que 99,2% das empresas brasileiras são micro. A distribuição de ICMS para o setor pelo governo do estado é alvo de críticas do senador Armando Monteiro Neto (PTB), pré-candidato ao governo do estado.

 

 

"Queria neste dia histórico fazer uma homenagem às pessoas que lutaram contra a Ditadura como o meu pai, João Lyra Filho, que foi preso político, além de Marcones Gadelha, Valter Silva, Marcos Freire e Severo Lago, entre outros. Graças a mobilização deste grupo o MDB vencia...", discursou Lyra. Em outro momento, ele ressaltou a importãncia da oposição na Assembleia Legislativa como agente fortalecedor da democracia.

"Quero ratificar todos os compromissos de Eduardo Campos assumidos em 2006. Vou trabalhar intesamente para cumprir essas tarefas e concluir uma das mais exitosas gestões que já passaram por Pernambuco", declarou Lyra aos 36 minutos de discurso.

 

Entre os presentes estão o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), o deputado federal Raul Henry (PMDB), o ex-ministro da Integração Nacional e pré-candidato ao Senado Fernando Bezerra Coelho (PSB), o procurador-geral do Ministério Público, Agnaldo Fenelon, além dos deputados estaduais e outras lideranças políticas.

Confira abaixo o discurso na íntegra:

 

Com informações dos repórteres Júlia Schiaffarino e Franco Benites, do Diario de Pernambuco

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: JOÃO CAVALCANTI
O ex-governador Eduardo Campos oprimiu os trabalhadores/as em educação da Rede Estadual de Educação, quando achatou os salários, retirou a gratificação de exercício do magistério e negou o Bônus da Bienal do Livro. Desejo sucesso ao Governador João Lyra. Att, João Batista cavalcanti Limoeiro | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.