• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Decisão » Após encontro com Aécio, Lacerda comunica a aliados que não será candidato ao governo de Minas O prefeito se reúne nesta manhã com o vereador Daniel Nepomuceno (PSB), o presidente do partido na capital, e outras lideranças para discutir os rumos do partido

Alessandra Mello

Alice Maciel

Publicação: 04/04/2014 07:25 Atualização:

Marcio Lacerda e Aécio conversaram por cerca de uma hora. Depois da reunião, o prefeito disse que só vai anunciar sua decisão hoje. Foto: Jair Amaral/EM/D.A Press (Jair Amaral/EM/D.A Press)
Marcio Lacerda e Aécio conversaram por cerca de uma hora. Depois da reunião, o prefeito disse que só vai anunciar sua decisão hoje. Foto: Jair Amaral/EM/D.A Press

O prefeito Marcio Lacerda (PSB) não vai deixar a Prefeitura de Belo Horizonte. A decisão foi tomada depois de um encontro com o senador Aécio Neves (PSDB), nessa quinta-feira, na capital mineira. Lacerda já comunicou sua decisão aos principais aliados e ao vice-prefeito, Délio Malheiros (PV), que estava em Portugal, em evento oficial, aguardando uma sinalização do prefeito para voltar e assumir o cargo. Délio permanece na Europa e só retorna ao Brasil no dia 12. O prefeito se reúne nesta sexta-feira de manhã com o vereador Daniel Nepomuceno (PSB), o presidente do partido na capital, João Marcos Lobo, e o presidente do Atlético, Alexandre Kalil (PSB), para discutir os rumos do partido nas eleições e as futuras coligações. Os tucanos, ainda nessa quinta-feira, foram comunicados da desistência de Lacerda e já contam com o apoio do PSB à candidatura do tucano Pimenta da Veiga, já lançada.

As pistas sobre a desistência do prefeito foram dadas ontem ao longo do dia e também logo após o encontro com o senador, que durou cerca de uma hora. Nenhum deles deu entrevistas, mas, por meio de sua assessoria, Aécio disse que a conversa entre os dois foi muito boa e que “estarão todos juntos” nas eleições para o governo do estado. Ao deixar o apartamento de Aécio, na capital mineira, Lacerda prometeu dar entrevista hoje durante a posse do novo governador, Alberto Pinto Coelho (PP), na Assembleia Legislativa, para comunicar sua decisão, o que foi considerado mais um indicativo da desistência, já que na cerimônia estará presente o candidato do PSDB ao governo, Pimenta da Veiga.

Além disso, o fato de o prefeito ter publicado ontem o anúncio do aumento de passagem dos ônibus urbanos foi interpretado como sinal da permanência de Lacerda, pois ele poderia ter deixado para o sucessor o ônus do aumento.

O presidente do PSDB, Marcus Pestana, disse que a conversa reservada entre Aécio e Lacerda foi muito boa e que o prefeito sempre afirmou, em encontros anteriores, o desejo de terminar seu mandato. No entanto, ele não adiantou a decisão de Lacerda. “Estaremos juntos, e o prefeito terá papel central nas eleições de 2014, 2016 e 2018 , já que ocupa hoje o segundo cargo mais importante no estado, a prefeitura de Belo Horizonte”.

As especulações sobre uma possível candidatura de Lacerda, que praticamente já estava descartada – tanto que a direção do PSB mineiro chegou a anunciar uma aliança com o PSDB –, ganharam força no início da semana. Anteontem ele admitiu pela primeira vez a possibilidade de disputar e defendeu a necessidade de uma “nova via” na disputa eleitoral, que conta também com o candidato do PT, Fernando Pimentel. Se fosse concorrer, Lacerda teria até hoje para renunciar ao cargo de prefeito.

Tendências

A expectativa agora é que as duas legendas caminhem juntas na disputa pelo comando do governo do estado, apesar de o PSB ter um outro pré-candidato, o ambientalista Apolo Heringer, ligado à Rede e que obteve semana passada o apoio formal da ex-senadora Marina Silva, pré-candidata a vice-presidente na chapa do governador de Pernambuco, Eduardo Gomes (PSB).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.