• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Desafio » Armando encontra dificuldade de ampliar parcerias para pré-campanha Armando conta até agora com apoio de três partidos, enquanto Câmara tem mais de dez ao seu lado

Franco Benites

Publicação: 02/04/2014 08:41 Atualização: 02/04/2014 09:24

Armando tenta dissuadir Eduardo a lançar candidato. Foto: Ana Volpe/DIVULGACAO (Ana Volpe/DIVULGACAO)
Armando tenta dissuadir Eduardo a lançar candidato. Foto: Ana Volpe/DIVULGACAO

Um dos principais desafios do senador Armando Monteiro (PTB) na pré-campanha ao governo estadual é não ficar atrás do secretário da Fazenda, Paulo Câmara (PSB), no que diz respeito às alianças partidárias. O socialista reúne o apoio de mais de dez partidos. Já o petebista tem a seu lado apenas o PT, PROS e PSC e luta para tornar essa diferença no número de apoios menos gritante.

Na próxima semana, Armando pode diminuir em um partido a distância para Câmara. O PRB definirá seu apoio e o presidente estadual da legenda, Carlos Geraldo, já avisou que tem tido conversas positivas com o senador. De resto, o petebista terá que suar a camisa em conversas nos bastidores para ampliar as parcerias.

Armando tenta dissuadir o deputado federal e presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte, a lançar candidato próprio ao governo estadual. O senador também mira o PDT, mas sabe que, em caso de apoio, não terá a legenda 100% em seu palanque. O DEM e o Solidariedade ainda estão “livres”, porém distantes do PTB, e seguirão o mesmo caminho. Dirigentes desses dois partidos já avisaram que as diferenças ideológicas com o PT, aliado número 1 de Armando, são um obstáculo para a parceria.

Ontem, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) isentou Armando de pagar uma multa de R$ 75 mil por mensagens veiculadas em outdoors. A Procuradoria Regional Eleitoral achou que a publicidade configurava campanha antecipada, mas o entendimento do desembargador eleitoral José Ivo de Paula Guimarães foi de que o petebista apenas prestou contas do mandato de senador.

Saiba mais

Alianças

PRB
Positivo:
É aliado do PT nacionalmente e já iniciou as conversas com Armando Monteiro

Negativo:
Os republicanos podem se aliar a Cãmara caso recebam uma proposta melhor

PP
Positivo:
Eduardo da Fonte irá se reunir com Lula (PT). O ex-presidente pode convencer o progressista a se aliar a Armando

Negativo:
No momento, a ideia do partido é lançar a vereadora Michele Collins ao governo estadual

PDT
Positivo:
O presidente nacional do partido ficou “tentado” com a oferta da vice na chapa de Armando

Negativo:
Resistência de lideranças expressivas locais, que tentam levar o partido para lado de Câmara

DEM/Solidariedade
Positivo:
O fato de ainda não ter fechado questão, é a única esperança de Armando

Negativo:
Os dirigentes afirmam que a parceria de Armando com o PT inviabiliza a parceria

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: wilson Rodrigues da Luz Luz
O senador Armando Monteiro deve fazer aliança com um Partido Grande, o Povo, pois, a força está na mãos do povo. Caso queira fazer essa parceria, estou a disposição, para ensinar. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.