• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Transição » "Terão algumas ações novas", diz Lyra para depois que assumir

Júlia Schiaffarino

Publicação: 01/04/2014 15:46 Atualização: 01/04/2014 16:14

Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
O vice-governador João Lyra (PSB) pretende iniciar um conjunto de novas ações assim que assumir a cadeira hoje ocupada pelo governador Eduardo Campos (PSB). "A prioridade é concluir o que construímos durante todo esse tempo. Minha missão é concluir o mandato de Eduardo Campos e ampliar, se possível for. Mas é evidente que terão algumas ações novas. Nada que não consolide o que está aí", comentou na manhã desta terça-feira (1º), durante o lançamento do programa Pernambuco 2035.

João Lyra, porém, não quis adiantar o que de "novo" seria feito após a transição, agendada para a próxima sexta-feira (4). Da mesma forma, mantém em sigilo os nomes da equipe que serão substituídos por decisão dele. O discurso é o de que impera a harmonia e que sairão apenas os que irão ser candidatos ou trabalhar em campanha. Nos bastidores, porém, fala-se em "nomes extras" que devem deixar a gestão por não terem boas relações com o vice-governador, a exemplo do atual secretário de Saúde, Antônio Figueira.

"Eu não tenho nenhum motivo para excluir quem quer que seja. As pessoas vão sair por terem outras ocupações ou por decisão própria, mas não porque eu pedi para sair. Se possível fosse, eu permanecia com todas", falou. De acordo com João Lyra, os nomes ainda não foram fechados, algo que deve ocorrer na quarta-feira (2) e ser anunciado no dia seguinte.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Quiteria Araujo
Competência, o vice João Lyra têm, p/ fazer diferença. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.