• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Minas Gerais » PSB faz pressão final sobre Márcio Lacerda PSB aguarda resposta do prefeito sobre a candidatura ao governo. Mesmo que ele se recuse a entrar na disputa, socialistas vão insistir em ter um nome do partido encabeçando a chapa

Estado de Minas

Publicação: 01/04/2014 09:39 Atualização:

Embora o prefeito Marcio Lacerda (PSB) mantenha a disposição de não concorrer ao governo de Minas Gerais e concluir o seu mandato à frente da Prefeitura de Belo Horizonte, os socialistas mais próximos a ele trabalham até o último dia do prazo legal de desincompatibilização – nesta sexta-feira (4) – para fazê-lo mudar de ideia e disputar as eleições de 5 de outubro. Além de considerar “precipitada” a decisão do deputado federal Júlio Delgado, presidente estadual da legenda, de anunciar apoio ao PSDB, esse grupo de socialistas – entre os quais estão o secretário municipal de Relações Institucionais, Marcello Abi-Saber, o secretário de Serviços Urbanos, Daniel Nepomuceno, e o presidente municipal do partido, João Marcos Grossi – considera importante que o PSB lance um candidato ao Palácio Tiradentes. Na hipótese de Lacerda não mudar de opinião, esses socialistas querem que o prefeito e as bases do partido sejam ouvidos para indicarem um nome.

Por trás desse movimento, que indica um racha no PSB, está uma insatisfação com o fato de o PSDB não ter aberto interlocução com o prefeito para discutir não apenas a sucessão estadual, como também, a reboque dela, a sucessão do próprio Lacerda em 2016. Para os socialistas, o apoio “automático” do PSB ao PSDB, como anunciado por Júlio Delgado, deixa o partido fragilizado: sem candidatura própria em 2014 e sem alinhavar entendimentos para 2016. Ontem, Júlio Delgado disse que se Marcio Lacerda desejar, ele será o nome do partido. “Da avaliação do Marcio Lacerda, de que não seria candidato, evoluímos para uma aliança natural de reciprocidade com o PSDB de Minas, como acontece em Pernambuco, onde o PSB e os tucanos estarão coligados. Mas se o Lacerda quiser ser, a vaga é dele”, afirmou Delgado.

Reunião Por enquanto, Lacerda não dá sinais de que vá concorrer. Além de ter pela frente a Copa do Mundo, tem um planejamento de obras e inaugurações que pretende levar a cabo em seu mandato. Ontem, Lacerda se reuniu com interlocutores próximos, cobrou resultados e não deu qualquer sinal de ter mudado de ideia. O prefeito retornou no domingo à noite de Vancouver, no Canadá, onde apresentou os seus projetos de sustentabilidade, assinou termos de compromisso para aumentar os investimentos em energia renovável e representou o Brasil na etapa final do concurso Desafio das Cidades - Hora do Planeta para eleger a capital global para a Hora do Planeta, vencido pela Cidade do Cabo, na África do Sul. Mas embora não pareça pretender deixar a Prefeitura de Belo Horizonte, Lacerda quer discutir a sua sucessão em 2016. E a melhor hora para fazê-lo, sem dúvida, é agora, quando tem capital político para influenciar nas composições para as eleições de outubro.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.