• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Divergências » Em Minas Gerais, Marina não apoiará o candidato de Eduardo

Estado de Minas

Publicação: 01/04/2014 09:44 Atualização:

Pré-candidato da Rede ao governo de Minas Gerais, o médico e professor Apollo Henriger ganhou o apoio da ex-senadora Marina Silva, provável candidata a vice-presidente na chapa do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). No sábado (29), Marina publicou em sua página no Facebook uma nota em que defende o nome de Apollo, que, como a ex-senadora, se filiou ano passado ao PSB mineiro depois da tentativa frustada da Rede de se viabilizar como partido para a disputa das eleições deste ano.

A nota de Marina foi comemorada pela Rede em Minas, que pressiona o PSB para que o partido lance no estado candidato próprio. A proposta não conta com a simpatia de parte do PSB, que defende um alinhamento da legenda com a candidatura de Pimenta da Veiga (PSDB). Uma aliança entre os dois partidos chegou a ser formalmente anunciada pelo senador Aécio Neves (PSB), candidato como Campos ao Palácio do Planalto, e confirmada pelo presidente do PSB mineiro, deputado federal Júlio Delgado. No entanto, a informação não foi confirmada pela direção nacional da legenda. Para consolidar a pré-candidatura de Apollo, ele deve ser eleito presidente da legenda no estado nas eleições para a formação dos diretórios, marcada para o final deste mês.

Para um dos fundadores da Rede no estado, José Fernando Aparecido de Oliveira, também abrigado no PSB, não é possível disputar a presidência sem ter candidato próprio no segundo maior colégio eleitoral do Brasil. Para ele, o comando do PSB mineiro se equivocou ao anunciar, segundo ele sem consultar os filiados do PSB e da Rede, uma aliança com o PSDB. O vice-presidente da legenda no estado, ex-deputado federal Mario Assad, disse que o partido defende o nome de Lacerda -– que tem até sexta-feira para deixar a prefeitura de Belo Horizonte caso resolva disputar. “Mas, se ele não for nosso candidato, temos de discutir o nome de Apollo, pois há um sentimento muito forte em toda a legenda por uma candidatura própria”, defende.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.