• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Inaugurando obras » Pré-candidatura de Eduardo "pelos desígnios de Deus" Antes de oficializar sua pré-candidatura, prevista para dia 14, Eduardo segue inaugurando obras

Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicação: 01/04/2014 08:29 Atualização: 01/04/2014 09:18

Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

Embora tenha previsto o anúncio oficial de sua candidatura à Presidência da República no próximo dia 14 de abril, em Brasília, o governador Eduardo Campos (PSB) está percorrendo os municípios do estado para inaugurar obras, despedir-se do cargo e falar sobre o projeto político presidencial. Ontem, num palco montando no meio da feira de Paratibe, um bairro de Paulista, a 16,9 quilômetros do Recife, ele disse que a fase mais difícil da sua carreira política tinha sido conquistar o governo do estado, em 2006. Em discurso para o público presente, o governador frisou que sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto está traçada nos "desígnios de Deus e na luta do povo".

"O caminho que me trouxe aqui foi mais árduo e mais difícil do que o caminho que vai nos levar daqui até lá, onde vamos chegar. Vamos chegar para fazer mais, vamos chegar para fazer bem feito, para ajudar o povo brasileiro", afirmou o governador, após ser elogiado e enaltecido pelo prefeito de Paulista, Júnior Matuto (PSB).

Eduardo Campos chegou a Paratibe às 19h, onde toda estrutura montada na feira lembrava a de uma campanha eleitoral. Por volta das 17h, uma equipe vestida de azul levantava um imenso outdoor na localidade para deixar registrado as obras que teriam a ordem de serviço assinada - um investimentos no valor de R$ 12,3 milhões, que incluem requalificação do mercado, a construção do pátio da feira livre, a reconstrução da praça da liberdade e de um estacionamento.

Além de uma banda de música que fez parte da recepção calorosa ao governador, houve espaço no palanque para a junção de antigos adversários, como os ex-prefeitos Yves Ribeiro (PSB) e Antônio Wilson Speck (PMDB) e os deputados federais Carlos Eduardo Cadoca e Luciana Santos, ambos agora filiados ao PCdoB. "O povo não é besta. O que vota é o que tira, o que aplaude é o mesmo que vaia. E povo vai saber na porta de quem eu bati (pedindo ajuda para Paulista) e não me atendeu", disse o prefeito, num esforço para justificar a presença de tantos adversários juntos num mesmo local.

Depois de sair de Paulista, por volta das 20h, o governador participou de um jantar em sua homenagem no restaurante Spettus, organizado pelos outros dois poderes, o Legislativo e o Judiciário.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.