• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Petrobras » Mendonça afirma que "Graça Foster ou mente ou é incompetente"

Filipe Barros - Diario de Pernambuco

Publicação: 28/03/2014 12:07 Atualização: 28/03/2014 15:07

Foto: Bernardo Dantas/DP/D.A Press/Arquivo
Foto: Bernardo Dantas/DP/D.A Press/Arquivo
O deputado federal Mendonça Filho (DEM), líder do partido na Câmara Federal, afirmou que a presidente da Petrobras, Graça Foster, "deu uma demonstração clara de incompetência ou omissão no caso da compra da refinaria de Pasadena", nos Estados Unidos, e que essa revelação só respalda a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito Mista para investigar as denúncias de irregularidades que envolvem a empresa brasileira. A presidente já declarou que desconhecia o acompanhamento da refinaria e, a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou que aprovou a compra da unidade pela Petrobras “porque, na época, parecia um negócio vantajoso”.

Em seu discurso na Casa, Mendonça afirmou que a situação é absolutamente delicada e que Graça vai ter que dar explicações. “É estarrecedora a revelação, porque ou denuncia uma tremenda incompetência da presidente da Petrobras, que não tem domínio e conhecimento de fatos extremamente importantes para a gestão da empresa, ou que ela mentiu". O deputado continuou lembrando que a empresa era representada por Paulo Roberto, preso semana passada pela Polícia Federal. “É espantoso e inacreditável que uma empresa do porte da Petrobras, que adquiriu uma refinaria de petróleo por mais de um R$ 1 bilhão, constitua um comitê de acompanhamento e que a presidente da empresa desconheça isso, não saiba que existe, e que Paulo Roberto era o representante da Petrobras na outra empresa".

Mendonça aproveitou o espaço para relembrar outras denúncias que envolvem a empresa, como o pagamento de propina da empresa holandesa SBM Offshore a funcionários da estatal e suspeitas de desvios de recursos na obra da Refinaria Abreu e Lima e afirmou que a empresa "está mergulhada num mar de incompetência e irregularidades".

CPI no Senado
Mesmo reiterando sua desaprovação em relação à ideia de criação de uma CPI no Senado para investigar a Petrobras, o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que pretende consultar os líderes dos partidos sobre o encaminhamento do requerimento protocolado pela oposição.

"É evidente que uma CPI em ano eleitoral mais atrapalha do que facilita a vida do Brasil, mas agora não há mais o que fazer. Temos o requerimento, o fato determinado, o pedido de um número de membros da própria comissão, então vamos marcar a data, fazer a conferência dos nomes e a leitura dos nomes e instalar a comissão", finalizou Renan afirmando que não sabe se haverá uma comissão mista de senadores e deputados pela fato da CPI ser uma investigação política.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: norma silva
afinal é muito normal os funcionários públicos e políticos não saberem de nada...eu não estranho, são incompetentes sim! Até hoje foi só faturamentos faraônicos e mais nada! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.