• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » PRB decide sobre apoio estadual no dia 7 de abril Dirigentes do partido negociam com PSB e PTB

Franco Benites

Publicação: 28/03/2014 11:33 Atualização: 28/03/2014 19:06

A resposta do PRB sobre o apoio que dará nas eleições estaduais sairá no dia 7 de abril. Os dirigentes do partido estão em negociação com o PSB, do secretário da Fazenda Paulo Câmara, e o PTB, do senador Armando Monteiro. Ambos são pré-candidatos ao governo estadual e contam com os republicanos para ampliar a aliança.

Sem nenhum representante na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa, o partido quer ter a certeza de que receberá a força necessária para não ficar a ver navios nas eleições proporcionais de outubro. A perspectiva de ter uma maior voz no governo estadual também é uma reinvidicação.

"O PRB quer participar ativamente do governo e, não ser apenas coadjuvantes. Temos profissionais gabaritados, que podem somar ao crescimento de nosso país, portanto, reconhecendo a nossa força, queremos atuar efetivamente no governo", destaca o presidente estadual do partido, Carlos Geraldo.

Por sua vez, o vice-presidente do PRB em Pernambuco, bispo Ossésio Silva, que já passou um tempo na Assembleia Legislativa e depois saiu para que Aloisio Lessa (PSB) retomasse o mandato, endossa esse discurso. "Queremos apenas uma melhor colocação para o PRB, da mesma fora que outros partidos também", disse.

Em outubro, o PRB terá cinco candidatos. Na disputa da Câmara dos Deputados, serão escalados o presidente estadual da legenda, Carlos Geraldo, e Aldo Amaral, presidente da Força Sindical em Pernambuco. Os candidatos a deputado estadual serão o bispo Ossésio, o cantor gospel Isaías e a ex-prefeita de Pesqueira, Cleide Oliveira.

Nacionalmente, o partido é ligado ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e indicou o senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) como ministro da Pesca. No estado, no entanto, a legenda apoia o PSB, do governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB). Segundo as lideranças locais, o PRB está liberado pela Executiva Nacional para negociar os apoios em cada estado de acordo com o panorama de cada diretório.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.