• (8) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

PT » Humberto e João Paulo saem em defesa de Dilma Rousseff Para petistas, queda de popularidade da presidente não assusta e não afeta pré-campanha

Franco Benites

Publicação: 27/03/2014 20:49 Atualização:

Os partidários da presidente Dilma Rousseff (PT) saíram em defesa da petista a respeito da sua queda de popularidade. O senador Humberto Costa, líder do partido no Congresso, e o deputado federal João Paulo, que será candidato ao senado em outubro, afirmaram que os dados da pesquisa CNI-Ibope divulgados nesta quinta-feira (27) não preocupam.

De acordo com a pesquisa, o percentual da população que avalia o governo dela como ótimo ou bom caiu de 43% para 36%. A aprovação da maneira de governar caiu de 56% para 51% no mesmo período. "A mídia e a oposição criaram um clima que não condiz com a realidade. A taxa de desemprego em fevereiro foi de 5,1%. País nenhum no mundo tem uma taxa dessas. A inflação está sob controle", destacou Humberto Costa.

Para João Paulo, a pesquisa não assusta os petistas e também não ameaça a campanha à reeleição da presidente. "A pesquisa mede um determinado momento apenas. A oposição fala o que quer porque está no seu direito", disse.

Campanha local

Ainda segundo os petistas, a queda da popularidade não irá gerar qualquer tipo de problema à pré-campanha do senador Armando Monteiro (PTB) ao governo estadual. O petebista é aliado do PT em Pernambuco. "Essa pesquisa não afeta de jeito nenhum a pré-campanha", falou João Paulo, que brigará pelo senado junto a Armando.

De acordo com Humberto, a presidente não está fragilizada como a oposição classifica. "Ela será um fator de peso na campanha de João Paulo e Armando", defendeu o senador.

Esta matéria tem: (8) comentários

Autor: Antonio Peixoto
Chora PT , chora, chora, que está chegando a sua hora... kkkk | Denuncie |

Autor: Antonio Peixoto
O início do fim... Sr. João Paulo se prepare para acabar com a "boquinha" em Brasília. Terás que voltar a trabalhar. Quem sabe a Qualix não te ajuda ? | Denuncie |

Autor: Breno Cunha
Deviam falar do Mensalão, aonde está o dinheiro da PETROBRAS? Aonde está PALOCCI? Negociatas em Cuba, na Venezuela, em outros países africanos. É preciso uma CPI na Petrobras, auditar todos negócios no Governo de Lula e Dilma. O Povo está sendo enganado com as esmolas do Bolsa família. Respeito. | Denuncie |

Autor: Breno Cunha
O Governo de Dilma já gastou milhões em CUBA, na Venezuela. Dinheiro do POVO brasileiro que devia estar sendo usado na Educação, na saúde. Bancam obra noutros países e esquecem as obras em Pernambuco, por retaliação ao nosso Governador que nos representa e muito bem. Voto em Eduardo Campos. | Denuncie |

Autor: Breno Cunha
Huberto Costa o POVO de Pernambuco já conheci tua fala fina, tuas palavras sem atitudes e sem expressão. É preciso mudança, é preciso respeitar o povo e o direito de expressão e escolha, hoje voto no PSB, em Eduardo Campos, quero ver Pernambuco crescer e sem mentiras, em o engodo que é o PT. Basta PT | Denuncie |

Autor: Breno Cunha
O POVO Pernambucano e o Nordestino tem o poder da mudança e votar em Eduardo Campos e Marina ratificará que somos politizados e dignos. Humberto Costa devia explicar como Palocci ficou milionário, idem para José Dirceu, Dilma, Lula e seu filho dono da Friboi. Aonde foi para o dinheiro da Petrobras? | Denuncie |

Autor: Breno Cunha
O Governo de Dilma e com aval dos seus comandados, Humberto Costa e João Paulo e todos do PT-PE covardemente desprezam o POVO Pernambucano, exemplo do atraso na liberação de recurso para o ARCO Metropolitano. O PT só tem corruptos, expliquem os desvios da PETROBRAS e o Mensalão. | Denuncie |

Autor: Francisco Morais
Srs João e Humberto, votei na tabela cheia do PT, mas desta vez pela retaliação de Dilma com PE, irei voltar no PSB, e são muitos por aí | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.