• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições 2014 » Armando defende perfil político em congresso com vereadores Senador também voltou a destacar a necessidade de um novo pacto federativo

Franco Benites

Publicação: 27/03/2014 18:28 Atualização:

Convidado para participar do Congresso da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), o senador Armando Monteiro (PTB) esteve em Gravatá na manhã desta quinta-feira (27). O petebista foi ao evento falar sobre sobre “O federalismo brasileiro e as consequências para os municípios”. Além do tema, ele também abordou questão política já que é pré-candidato ao governo estadual.

Para Armando, o discurso de que um perfil técnico é melhor do que um perfil político é errado. "Eu vejo, por exemplo, apresentarem aí algumas figuras dizendo: ‘não é político, não tem currículo político, é técnico’. em que se prestigiar a representação política. A política só se constitui com a valorização daqueles que têm experiência eleitoral", falou.

Assim como no congresso da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), que reúne os prefeitos, Armando voltou a destacar a importância do papel das cidades na estrutura do país e pediu mais atenção aos municípios. "Se é verdade que descentralizaram as políticas públicas, é verdade também que não capacitaram os municípios. Não deram aos municípios um suporte técnico-administrativo e institucional. Nós sabemos da dificuldade que os pequenos municípios têm de elaborar projetos".

Como relator do projeto de aumento dos repasses para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), Armando adiantou qual será o seu voto. "Vou dar o parecer favorável para que se conceda mais 2% aos municípios. Mas para fazê-lo de modo responsável nós temos que propor um modelo gradual, em que a cada ano você possa implementar uma parte, para que isto seja suportável para a União", defendeu.

Por fim, o senador voltou a fazer a defesa de um novo pacto federativo. "Como tem muita gente falando em reforma do pacto federativo vamos cobrar dos candidatos à presidência da República, independente de partidos, se é do partido A, B ou C. Um pacto sobre qual deve ser o alcance da reforma do pacto federativo".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.