• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

PRÉ-CAMPANHA » Armando defende Dilma e acusa Eduardo de "eleitoralizar" debate Senador se refere à compra da refinaria Pasadena pela Petrobras

Franco Benites

Publicação: 25/03/2014 17:47 Atualização: 25/03/2014 18:16

A gestão da presidente Dilma Rousseff (PT) está na berlinda com o escândalo envolvendo a compra da refinaria Pasadena pela Petrobras. Aliado do Partido dos Trabalhadores no plano nacional e agora também em Pernambuco, o senador e pré-candidato ao governo estadual Armando Monteiro (PTB) saiu em defesa da petista.

Para Armando Monteiro, o discurso de quem pede uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o assunto é marqueteiro. O senador não citou nomes, mas se referia a posicionamentos do senador Aécio Neves (PSDB) e do governador Eduardo Campos (PSB), ambos de olho na cadeira de Dilma. "O debate político é um debate aberto. Mas o povo sabe distinguir aquelas declarações que estão contaminadas pelo interesse eleitoral. Eleitoralizar o debate é sempre um risco porque a população percebe o que é coerente e o que se destina apenas a fazer uso eleitoral", comentou.

Ainda segundo Armando Monteiro, Dilma vem agindo corretamente para tratar do caso envolvendo as ações de funcionários da Petrobras e bateu na estratégia adotada por Eduardo Campos. " Esse episódio da refinaria aflorou, mas não foi agora. Foi a presidente Dilma que questionou em um primeiro momento em 2008 o relatório de compra. Por que só agora o PSB demonstra essa indignação e esse inconformismo? Fica claro que há nisso tudo uma contaminação do processo eleitoral", encerrou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.