• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Petrobras » Humberto Costa diz que criação de CPI será apenas "palco eleitoral"

Publicação: 25/03/2014 16:17 Atualização: 25/03/2014 16:47

Foto: Bruna Monteiro DP/D.A Press/Arquivo
Foto: Bruna Monteiro DP/D.A Press/Arquivo

O senador Humberto Costa (PT) defendeu nesta quinta-feira (25) o convite feito à presidente da Petrobras, Graça Foster, e ao ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, para que visitem a Casa em breve e expliquem a operação de compra pela Petrobras da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). Ele criticou, no entanto, a iniciativa da oposição, que se movimenta para criar uma CPI mista e se reúne hoje para tratar do tema, podendo receber o apoio do PSB, como afirmou, ontem, o governador Eduardo Campos e pré-candidato ao Palácio do Planalto.  

De acordo com Humberto, o Governo Federal tem total interesse em responder a qualquer questionamento em relação ao assunto, com a maior transparência possível. “Tenho certeza de que, tanto a presidenta da Petrobras quanto o ministro de Minas e Energia, darão os esclarecimentos que o Congresso quer. O ex-presidente Sérgio Gabrielli já havia explicado a compra da refinaria durante uma exposição de mais de quatro horas aqui no Senado no ano passado", ressaltou.

Em relação à possível criação de uma CPMI para investigar a operação, o senador ressaltou que a aquisição da refinaria nos Estados Unidos já é alvo de investigação por parte da Polícia Federal, Tribunal de Contas da União e Controladoria-Geral da União. "Além disso, creio que a CPMI seria apenas palco de debate político, como ocorreu com a CPI do Cachoeira, que acabou com um relatório final de duas páginas e sem nenhum indiciamento", avaliou.

 

Com informações da Assessoria

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.