• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Disputa estadual » Aliança PT-PTB quer vitória eleitoral e política contra o PSB Petistas e petebistas pretendem reduzir força de Eduardo Campos

Franco Benites

Publicação: 25/03/2014 10:04 Atualização:

A aliança entre o PT e o PTB está empenhada em impor uma derrota ao governador Eduardo Campos (PSB) em seu projeto de ser presidente da República e de estender o domínio de seu partido no estado por mais quatro anos. Em discursos casados, petebistas e petistas deixaram claro que querem diminuir o peso político do socialista. "Queremos uma vitória expressiva, não apenas uma vitória eleitoral", destaca a deputada estadual e presidente do PT em Pernambuco, Teresa Leitão sobre as campanhas de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e do senador Armando Monteiro (PTB) ao governo estadual.

A vitória nas urnas e as consequências que ela pode acarretar também fazem parte do discurso de Armando Monteiro. "Pernambuco não aceita um sistema unipolar de forças.É preciso sustentar um espaço em Pernambuco para que a pluralidade se afirme mais uma vez. Vamos lutar juntos para que isso ocorra", destacou.

O deputado federal João Paulo (PT), cotado para ser o candidato ao senado na chapa com Armando Monteiro, também reforçou o discurso de que a aliança precisa de uma vitória que extrapole as urnas. "Consolidamos uma grande base na perspectiva de duas grandes vitórias, uma eleitoral e outra política", finalizou.

De acordo com Teresa Leitão, o PT e o PTB investirão no discurso da "boa política" contra a tese da "nova política" pregada por Eduardo Campos. "A boa política é que melhor se comunica com os ideais e as práticas republicanas. A boa política é aquela que politiza e não aquela que nega a política. A gente vê muitos movimentos de que a política é ruim, de que ela não presta. Ao politizar a política, estamos fazendo a boa política", filosofou.

A presidente estadual do PT ainda destacou que é preciso centrar todas as energias para combater a candidatura de Eduardo Campos contra Dilma Rousseff. "Pernambuco é um estado que pode vir a ter um candidato adversário da presidente Dilma com um nível acirrado de posicionamento e isso requer de todos nós uma atenção especial".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.