• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Transição » Especulação para dança das cadeiras no secretariado do governo

Rosália Rangel

Publicação: 25/03/2014 08:22 Atualização:

Lyra entra na fase de montar a nova equipe de governo. Foto: Nando Chiappetta/DP/ D. A Press
 (Nando Chiappetta/DP/ D. A Press)
Lyra entra na fase de montar a nova equipe de governo. Foto: Nando Chiappetta/DP/ D. A Press

A poucos dias de assumir o governo do estado, o vice-governador João Lyra (PSB) entra na fase final da transição para iniciar um processo ainda mais complexo. Nos próximos dias, o futuro governador vai se dedicar à composição do novo secretariado. Uma tarefa que, segundo auxiliares mais próximos, ele vai fazer de forma discreta. Alguns garantem que muito tem se falado em relação a nomes, mas que a única certeza, até o momento, é de quem vai sair do governo para disputar as eleições deste ano, a exemplo do secretário de Cidades, Danilo Cabral, da Casa Civil, Tadeu Alencar, e de Governo, Milton Coelho.

Quando o governador Eduardo Campos (PSB) passar o cargo para Lyra, no dia 4 de abril, para se dedicar à pré-campanha a presidente da República, pelo menos 10 secretários vão deixar o governo. Entre as possibilidades, uma poderá causar surpresa. O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Aldo Santos, cotado para concorrer a deputado estadual, poderá permanecer no cargo.

Uma outra possibilidade envolve o secretário da Saúde, Antônio Figueira. Comenta-se nos bastidores que já é certa a saída dele para assumir uma função na campanha de Eduardo. Para o lugar dele, pode ir o ex-secretário da Saúde do governo Jarbas Vasconcelos (PMDB), Guilherme Robalinho. O secretário de Planejamento e Gestão, Fred Amâncio, também é citado na bolsa de apostas para assumir a pasta, mas a indicação perde força diante do trabalho que ele vem executando na área de gestão do governo.

“Fred será uma espécie de coringa para João Lyra, porque ele é responsável pelo monitoramento de todas as ações em andamento do estado”, comentou uma fonte governista. Outra opção para Fred Amâncio (que é fazendário) seria a Secretaria da Fazenda. O atual secretário, Paulo Câmara, deixará o cargo para disputar o governo do estado. Em razão da proximidade com o futuro governador, o presidente do Lafepe, Luciano Vasquez, e o administrador de Fernando de Noronha, Romeu Batista, podem ser convocados para outras funções, a exemplo da Secretaria de Governo e Casa Civil. O jornalista Ivan Maurício pode assumir a Secretaria de Imprensa, e o arquiteto Roberto Freitas, a de Cidades.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.