• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Corrida eleitoral » PV oficializa Eduardo Jorge como pré-candidato à presidência da República

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 24/03/2014 09:24 Atualização: 24/03/2014 10:31

O Partido Verde oficializou, no último sábado (22), a pré-candidatura de Eduardo Jorge à Presidência da República. Em evento realizado na Assembleia Legislativa de São Paulo, ele aproveitou a ocasião para apresentar o documento “Viver Bem. Viver Verde”, com dez diretrizes para elaboração de um programa do PV para o Brasil.

As diretrizes apontam para a superação da miséria, a crise climática e aquecimento global, e a reforma política. “Esse é o esqueleto do que vai ser feito, é a iniciativa democrática que vem antes de qualquer campanha. Até porque, antes de termos uma pessoa, um nome, precisamos de uma boa proposta e só receberemos apoio e votos se nossas ideias forem acolhidas pela sociedade”, explica Eduardo Jorge.

O pré-candidato afirmou ainda a relevância de uma reforma política que consolide o parlamentarismo como modelo a ser seguido, uma vez que configura o regime das “democracias mais consolidadas do mundo”. Segundo ele, o momento de crise de representatividade clama por mudanças e pelo restabelecimento do prestígio do fazer político.

Ele reforçou também a orientação do Partido Verde com a redução para 14 do número de ministérios do governo atual, o fortalecimento da economia verde e solidária e o diálogo aberto com o setor do agronegócio brasileiro, mas com foco prioritário na agricultura orgânica e familiar, além de um progressivo banimento do uso de agrotóxico nas plantações.

Outro ponto bastante discutido foi a produção e o uso de energia no Brasil e apresentação de alternativas mais limpas, baratas e eficientes que o petróleo e o etanol, inclusive com a 'descarbonização' da matriz energética brasileira.

Eduardo Jorge fez questão de enfatizar a “opção suicida” pelo Pré-Sal, em que se paga muito por uma alternativa repleta de problemas técnicos, econômicos e ambientais. Ele frisou ainda a tradicional posição do Partido Verde de ser contra qualquer forma de energia nuclear, bem como a programação de desativação das usinas existentes no litoral do Rio de Janeiro.

Eduardo Jorge ressaltou também a sua posição a favor da legalização do uso medicinal e recreativo da maconha, bem como a descriminalização do aborto. Ele criticou o programa Mais Médicos do governo federal e a atual administração penitenciária, e reforçou seu compromisso com a abolição do serviço militar obrigatório, o reconhecimento e respeito pelos povos indígenas, negros, portadores de deficiência e liberdade de orientação sexual, o bem estar animal e o combate à violência no trânsito.

 

Com assessoria

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.