• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Agenda 40 » Em Garanhuns, Eduardo Campos volta a criticar desacelaração da economia

Publicação: 23/03/2014 16:09 Atualização: 23/03/2014 17:18

O evento contou com a participação de 17 prefeitos, entre eles o de Jucati, Gerson Henrique (PTB). Foto: Roberto Pereira/Divulgação (Roberto Pereira/Divulgação)
O evento contou com a participação de 17 prefeitos, entre eles o de Jucati, Gerson Henrique (PTB). Foto: Roberto Pereira/Divulgação
Em território petebista, o governador Eduardo Campos (PSB) e os integrantes da chapa majoritária da Frente Popular promoveram mais uma Agenda 40 com críticas direcionadas à presidente Dilma Rousseff (PT) e conquistas de apoios para a pré-candidato do secretário da Fazenda, Paulo Câmara (PSB), ao governo do estado. No município de Garanhuns, que tem no comando da Prefeitura o petebista Izaías Régis, na reunião da Agenda 40, Eduardo Campos, pré-candidato a presidente da República, voltou a reclamar da desacelaração da economia.

“O Brasil veio de um jeito até 2010 e agora segue outro rumo. O país cresce hoje metade do que cresce o resto da América Latina e não podemos permitir que se desconstruam os avanços que conquistamos”, alertou mais uma vez o socialista. O evento contou com a participação de 17 prefeitos, entre eles o de Jucati, Gerson Henrique (PTB).

Segundo os organizadores, cerca de mil pessoas lotaram o auditório do Clube da Aga, em Garanhuns, para recepcionar Eduardo, Paulo Câmara, o deputado federal Raul Henry (PMDB), pré-candidato a vice-governador, e Fernando Bezerra Coelho, indicado para disputar o Senado.

O encontro foi o quinto de uma série de reuniões com a população para ouvir propostas e construir em conjunto o programa de governo da Frente Popular para as próximas eleições. Foi a primeira Agenda 40 no Agreste Meridional. Ao longo da reunião, os participantes receberam cópias das diretrizes programáticas da Frente e fichas para sugestões de ações para compor o planejamento dos pré-candidatos da aliança governista.

Ao discursar, Paulo Câmara contou sobre sua experiência política e na gestão pública. O secretário ainda detalhou as principais ações que deve colocar no plano de governo para ampliar o desenvolvimento do Agreste Meridional. “Sabemos das vocações e necessidades dessa região e vamos trabalhar, principalmente, pelo fortalecimento do pólo educacional estabelecido aqui, da bacia leiteira, da agricultura familiar e do turismo do Agreste”, garantiu.

O tema água foi ressaltado por Fernando Bezerra Coelho. Ele destacou as ações em andamento do governo do estado para levar a segurança hídrica ao Agreste. “Hoje, são mais de R$ 125 milhões em obras para garantir água para essa região. Mas não vamos parar por aí e já temos cinco novas barragens em fase de estudo para que possamos ofertar a tão desejada segurança hídrica ao Agreste Meridional.” Ainda no encontro foi anunciada a data de 29 de junho para a convenção do PSB de Pernambuco para formalizar as candidaturas de Paulo Câmara, Raul Henry e Fernando Bezerra.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Verönica Silva
se teve 125 milhoes em obra pra garantir a agua deve ter tudo ido por agua abaixo mesmo, porque aqui na minha região ninguem resolve esse nó cego, muitas das veze falta agua pra cozinha e saniamento basico. E ainda por cima vem na terra de Lula fazer campanha, oxe to fora | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.