• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

JORNALISMO » Diarios Associados lançam projeto sobre os 50 anos do golpe de 1964 Trabalhos terão versões para o impresso, online e TV, com conteúdos diferentes para cada plataforma

Publicação: 22/03/2014 15:22 Atualização: 22/03/2014 20:36

Os Diarios Associados lançam, a partir deste domingo, um grande projeto para marcar os 50 anos do golpe militar no Brasil, ocorrido em 31 de março de 1964. São reportagens especiais com diferentes abordagens na internet, na edição impressa do Diario, na TV Clube/Record e na Rádio Globo AM, com a proposta de integrar os veículos de comunicação do grupo e de oferecer conteúdo diferenciado nas diferentes mídias.

Neste domingo o Diario publica o especial online Filhos do Golpe, um webdocumentário composto por dez vídeos de caráter testemunhal em que filhos de políticos, militantes da esquerda e da direita, de desaparecidos e perseguidos pelo regime e de um militar que atuou na época da ditadura contam como viram e sentiram aquele período de trubulência. Entre os entrevistados estão Luiz Arraes, filho do ex-governador Miguel Arraes; Lutgardes Freire, filho do educador Paulo Freire, e Flávio Régis, filho do jornalista Edson Régis, morto no atentado a bomba do Aeroporto dos Guararapes, em 1966.

São vídeos históricos, documentos orais que revelam os bastidores da história e inauguram em Pernambuco um modelo testemunhal de jornalismo digital. O especial, de autoria das repórteres especiais Silvia Bessa e Juliana Colares, foi produzido por uma equipe multimídia composta por oito profissionais. A reportagem colheu os depoimentos no Rio de Janeiro, em São Paulo e no Recife. O webdocumentário poderá ser acessado no site diariode.pe/1964.


ESPECIAL
No dia 31 de março, o Diario publica um caderno especial de 12 páginas contando a história de um dos períodos mais negros da história do país. Com base em depoimentos e pesquisas em documentos históricos, o especial reconta o momento de ebulição política em Pernambuco no período da ditadura militar e mostra a importância do estado neste neste capítulo da história recente do país.

O caderno é produzido com a participação de sete repórteres, com reportagens que aprofundam as discussões a respeito dos fatos registrados na época e suas repercussões ao longo destes 50 anos. Justamente um período que, agora, é investigado pelas comissões da verdade nacional e de Pernambuco.

Na TV Clube/Record, o repórter Ciro Guimarães leva ao ar uma série de reportagens sobre o golpe de 1964. O trabalho será veiculado pela manhã e à noite, nos telejornais PE no ar e Jornal da Clube, entre os dias 31 de março e 4 de abril. As reportagens recontam o momento do golpe, trazem histórias de vítimas da ditadura e revisitam lugares que tiveram importância histórica no Recife no período de exceção.

Também no dia 31, a equipe dos Diarios Associados promoverá um debate sobre o golpe de 1964 com jornalistas e estudiosos do assunto. O tema será abordado entre 11h e meio-dia, na Rádio Globo AM.

Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.