• (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Marcha à ré » Grupo tenta reeditar Marcha da Família com Deus pela Liberdade de 1964 Em Pernambuco, a mobilização de 2014 aconteceu pelas redes sociais, mas foi fraca: menos de 20 confirmaram presença

Franco Benites

Publicação: 22/03/2014 10:49 Atualização: 22/03/2014 10:57

Em 1964, o Diario fez a cobertura da marcha, na Boa Vista (Foto: Arquivo/DP/D.A Press) (Em 1964, o Diario fez a cobertura da marcha, na Boa Vista (Foto: Arquivo/DP/D.A Press))
Em 1964, o Diario fez a cobertura da marcha, na Boa Vista (Foto: Arquivo/DP/D.A Press)
O Recife e cerca de 200 cidades do país voltarão no tempo na tarde de hoje. Elas serão palco de uma reedição da Marcha da Família com Deus pela Liberdade, realizada em 1964. Naquele ano, perto de 200 mil pessoas foram às ruas da capital pernambucana no dia 9 de abril, uma semana depois de o governo militar ser instalado, para comemorar a vitória sobre a "ameaça comunista". Cinquenta anos depois, a marcha foi agendada para iniciar às 14h na Praça do Derby, no Centro.

A convocação da Marcha da Família 2014 ocorreu via redes sociais. Há diversas páginas no Facebook destinadas ao evento. A mobilização pernambucana pela internet, no entanto, foi fraca. Até o fechamento desta edição, menos de 20 pessoas haviam confirmado a participação na marcha. Também na internet alguns grupos fizeram um chamado para uma passeata anti-marcha.

Integrante da Comissão Estadual da Memória e Verdade, criada para resgatar a história de presos e desaparecidos na ditadura, a professora de história Socorro Ferraz não crê no sucesso da nova Marcha da Família. "Existe uma certa organização em volta do conservadorismo. Mas há um chavão que cabe nessa ocasião. A história não se repete, a não ser como farsa", disse.

Leia matéria completa na edição de hoje do Diario de Pernambuco

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Emerson Fonseca
A marcha quer mobilizar conservadores, mas até o momento não vi nenhum conservador conhecido no meio publico ou politico, confirmar presença. E hoje é o evento. Como querem reivindicar alguma coisa, sem a presença dos maiores conhecidos no meio público ou político? | Denuncie |

Autor: Aminadab Nobre
Avante Marcha d MORAL, pois, a força Ètica d Família se encontra em conformidade com os TRABALHOS SOCIAIS D FFAA - Os Trabalhos Sociais das FFAA vão d RONDON até as OPERAÇÕES RIBEIRINHAS, realizadas nos Estados d Amazônia Brasileira! Não somos prevaricadores q "ACEITAM" SUGESTÕES 171 como PARECERES.. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.