• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mensalão » Pedro Corrêa tem bom comportamento em Canhotinho

Andrea Cantarelli - Diario de Pernambuco

Publicação: 21/03/2014 21:06 Atualização: 21/03/2014 21:43

Se depender apenas de bom comportamento, o ex-deputado Pedro Corrêa, preso no Centro de Ressocialização do Agreste, pelo processo do mensalão, pode ter os seus pedidos atendidos.

Segundo a assessoria da Seres, Corrêa é um preso “muito tranquilo” e “o parecer dado antes, continua o mesmo”. Trabalho externo, visitação aos familiares e fazer uma graduação em garanhuns,  foram as primeiras requisições da defesa do detento.
De acordo com o advogado de defesa, Plínio Nunes, o juiz da 1ª Vara de Execuções Penais, Dr. Luiz Rocha encaminhou um novo pedido de informação para a direção da penitenciária, e só depois vai definir sobre o caso.
O processo também passou pelo Ministério Público que sugeriu à justiça negar o pedido de visitação à família e também que Corrêa só saísse do Centro depois de cumprido o tempo de um sexto da pena de 7 anos e dois meses. "As considerações do MP foram avaliadas por Dr. Luiz que solicitou mais um relatório da rotina do reeducando para analisar melhor o caso", disse Nunes. 
“Acho que o juiz está sendo cauteloso, já que faz tanto tempo desde o primeiro relatório da penitenciária”, explicou Plínio, mas lembrou que já existem no processo três cópias do relatório do Centro de Canhotinho.

”Segundo a lei, depois que receber as informações da direção do presídio, o prazo são três dias para a justiça decidir”, finalizou o advogado.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.