• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Arthur Chioro » Carro de ministro da Saúde é flagrado estacionado em vaga de deficiente A pasta admitiu o erro, e o motorista do carro foi advertido

Julia Chaib - Correio Braziliense

Publicação: 20/03/2014 07:25 Atualização:

Na pressa para participar de audiência na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados ontem, quando rebateu as críticas da oposição sobre o Programa Mais Médicos, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, ignorou as leis de trânsito. O carro oficial do ministro foi estacionado em vaga para deficientes físicos no Anexo III da Câmara. Ao ser flagrado por fotógrafos, o motorista retirou o veículo do local inapropriado, mas Chioro não foi poupado do constrangimento.

O Ministério da Saúde não soube precisar quanto tempo o veículo ficou no local, mas afirmou que o ministro não estava presente no momento da infração. A pasta admitiu o erro, e o motorista do carro foi advertido.

Na audiência, Chioro negou que os profissionais cubanos sejam controlados pelo governo e reforçou que eles não vivem em situação análoga à escravidão. O ministro ainda negou que os profissionais da ilha caribenha são iludidos para virem ao Brasil. “Eles sabem exatamente quais são as condições. Se eu aceitasse qualquer missão que não ferisse minha visão de mundo, eu não me sentiria coagido, assim como não assinaria nenhum contrato se me sentisse dessa maneira”, respondeu.

Em outra investida da oposição, Chioro teve que responder sobre o uso de aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar com a mulher no carnaval para Salvador. Segundo o ministro, ele seguia “agenda absurdamente estafante” para divulgar a campanha da pasta contra a aids e consultou a Adovacacia-Geral da União (AGU) antes dos deslocamentos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.