• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Prefeitos » Patriota nega conotação política de congresso

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 19/03/2014 13:41 Atualização: 19/03/2014 14:07

Foto: Júlio Jacobina/DP/D.A Press/Arquivo
Foto: Júlio Jacobina/DP/D.A Press/Arquivo

O presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota (PSB), repudiou, nesta quarta-feira (19), no encerramento do Congresso Pernambucano de Municípios, as insinuações de que o evento tenha beneficiado os candidatos governistas. As queixas ocorreram por causa das participações do governador Eduardo Campos e do secretário da Fazenda, Paulo Câmara, no evento, respectivamente pré-candidatos à Presidência e ao governo do estado pela sigla socialista.

Os dois estiveram no centro dos holofotes por terem anunciado no evento a segunda edição do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), que vai distribuir R$ 241 milhões para investimento em obras nos municípios. "Chamei o governador pelo cargo que ocupa e porque ele também tem algo a oferecer. Mas também chamei Armando (Monteiro, pré-candidato ao governo) porque é senador e tinha o que falar", disse, lembrando que também recebeu críticas porque não abriu espaço para Paulo Câmara discursar. "Não houve benefícios a ninguém", garantiu.

Patriota disse que tem sua preferência política, mas isso não influenciou no Congresso. "Sou filiado e ninguém deve policiar minha posição pessoal, mas enquanto presidente da Amupe dou tratamento igual a todos. Espero que o próximo governador, tenha o nome que tiver, traga outro FEM. "Todos os prefeitos vieram preparados para cuidar dos interesses de seu município", acrescentou.

 

Com informações de Franco Benites, especial para o Diario

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.