• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ataques » Eduardo usa dados da Saúde em Pernambuco para atacar Dilma Governador do estado e pré-candidato à Presidência não perdeu oportunidade de alfinetar rival no Facebook hoje

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 19/03/2014 12:52 Atualização: 19/03/2014 14:13

Levantamento do IBGE indica que Pernambuco é o terceiro estado que mais investiu em Saúde em 2013. Foto: Reprodução Facebook (Foto: Reprodução Facebook)
Levantamento do IBGE indica que Pernambuco é o terceiro estado que mais investiu em Saúde em 2013. Foto: Reprodução Facebook
Numa eleição em que as redes sociais estão ganhando importância nas urnas, o pré-candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB) não está perdendo oportunidades. Hoje (19) de manhã ele aproveitou seu perfil no Facebook para atacar, mais uma vez, o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), sua antiga aliada. Ao apresentar dados de uma recente pesquisa do IBGE, que aponta Pernambuco como terceiro estado que mais investe em Saúde no país, ele destaca que "de cada R$ 100 investidos em Saúde, somente R$ 40 saem do bolso do governo federal".

"É preciso que o poder público comece a agir em parceria que beneficie o povo brasileiro, com o governo federal auxiliando o cotidiano de governos estaduais e prefeituras. Porque do jeito que está hoje, a maior parte do tesouro do país vai para Brasília e, ao invés de se transformar em Educação, Saúde, Segurança, acaba ficando lá em Brasília mesmo", escreveu o governador de Pernambuco. O relatório do IBGE indica que o estado investiu 16,2% do PIB em Saúde no ano de 2013. Segundo Eduardo, um montante no valor de R$ 5,03 bilhões.

Em seu texto no Facebook, mais comentários ácidos foram lançados para o programa federal Mais Médicos. "Cuidar da Saúde implica em muito mais que importar profissionais de medicina e achar que o problema vai se resolver sozinho. É preciso criar uma política de saúde séria e transparente, com um trabalho planejado, constante, com metas estabelecidas e acompanhamento firme. E isso vale para todos os aspectos do setor de Saúde, incluindo a formação de profissionais. Dos 120 médicos que atuam no Dom Moura, nada menos que 65 deles foram formados na Universidade de Pernambuco", declarou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.