• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Na internet, Armando e Eduardo ainda são parceiros Site do senador destaca elogios do governador

Franco Benites

Publicação: 16/03/2014 14:01 Atualização: 14/03/2014 17:31

Pré-candidato ao governo, Armando rompeu com Eduardo em outubro, mas fala em parceria  Foto: Alexandre Albuquerque/ Divulgação (Alexandre Albuquerque/ Divulgação)
Pré-candidato ao governo, Armando rompeu com Eduardo em outubro, mas fala em parceria Foto: Alexandre Albuquerque/ Divulgação


O senador e pré-candidato ao governo do estado Armando Monteiro (PTB) e o governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB) estarão em lados opostos nas urnas em outubro, mas eles ainda caminham juntos na internet. Pelo menos no site oficial do petebista (http://armandomonteiro.com). Na seção Biografia, a primeira informação a respeito de Armando, sobre a sua eleição para o senado federal, é ilustrada por uma foto em que ele aparece junto a Eduardo Campos. O ex-presidente Lula e o senador Humberto Costa (PT), agora ambos na oposição ao socialista, também compõem a imagem.

A "parceria" entre Armando e Eduardo não fica apenas na foto no site do senador. Na seção Depoimentos, o governador é um dos muitos personagens da cena política nacional e local que aparecem elogiando o petebista. Em um vídeo de um minuto, o socialista destaca o apoio que recebeu do hoje adversário para governar Pernambuco. "Quero lhe agradecer, aqui de público, pelos seus gestos reiterados de pernambucanidade, de espírito público, de sempre ter uma palavra amiga, zelosa por melhores interesses do meu estado", declara Eduardo.

Antiga aliança ainda é retratada na página oficial do senador na internet. Foto: Reprodução/Internet (Reprodução/Internet)
Antiga aliança ainda é retratada na página oficial do senador na internet. Foto: Reprodução/Internet
O depoimento do governador sobre Armando Monteiro foi feito em um evento do Grupo de Executivos do Recife (Gere). Mas Eduardo não é o único que elogiou o senador e que, em outubro, votará no secretário da Fazenda, Paulo Câmara. O escritor Ariano Suassuna, seguidor declarado do socialista e de seus afilhados políticos, também elogia o petebista.

"Quando conheci Armando, ele era menino ainda. Constato como todo Pernambuco que ele é um um homem público dedicado às coisas da coletividade", diz, em um vídeo veiculado do programa político de Armando na campanha de 2010.

Críticas
Algum desavisado que acessar o site oficial de Armando só não vai pensar que ele e Eduardo Campos ainda estão do mesmo lado político porque a página também traz críticas ao governo socialista. As primeiras imagens do site trazem frases que indicam o rompimento político como "Nosso projeto aponta para o futuro, Pernambuco quer ir além", "Já somos mais de 50 mil juntos olhando para o futuro" e "Precisamos avançar mais na educação do nosso estado".

Armando rompeu com Eduardo no fim do ano passado, quando o governador passou a fazer oposição sistemática ao à presidente Dilma Rousseff. No dia 11 de outubro, os petebistas entregaram os cargos que ocupavam na gestão estadual - a Secretaria do Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo e a presidência do Detran.

Na seção dedicada às notícias relacionadas ao senador, o destaque é para uma entrevista que Armando Monteiro concedeu a uma rádio local no fim de fevereiro. Na ocasião, ele criticou o processo de escolha do secretário da Fazenda, Paulo Câmara, como candidato do PSB e deixou no ar a ideia de que o adversário nas urnas em outubro não terá independência administrativa ao declarar que “uma questão também muito importante, que é a capacidade de caminhar com as próprias pernas, ter um sentido de independência que é tão importante e algo tão caro a Pernambuco”.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.