• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mensalão » Barroso e Zavascki votam pela absolvição de Cunha

Agência Brasil

Publicação: 13/03/2014 15:58 Atualização:

Os ministros Luís Roberto Barroso e Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), votaram pela absolvisão do ex-deputado federal João Paulo Cunha do crime de lavagem de dinheiro na Ação Penal 470, o processo do mensalão. O placar da votação do ex-parlamentar ficou em 2 votos a 1 pela absolvição.

Segundo a votar na sessão de hoje, Barroso afirmou que o Ministério Público Federal, que fez a acusação, não produziu provas de que o ex-deputado tivesse ciência do esquema corrupção e lavagem de dinheiro, feito por Valério e o Banco Rural. “Não foi produzida prova de que o embargante [Cunha] tenha participado do esquema de lavagem de dinheiro e que tivesse ciência da origem ilícita dos recursos”, afirmou Barroso.

O ministro Teori Zavascki também votou para absolver Cunha do crime de lavagem de dinheiro. Segundo o ministro, o recebimento do dinheiro configurou somente o crime de corrupção passiva, pena que o ex-deputado cumpre na prisão.

No crime de lavagem de dinheiro, Cunha foi condenado a três anos de prisão por ter recebido R$ 50 mil, liberados pelo publicitário Marcos Valério e pagos em uma agência do Banco Rural de Brasília, em 2003.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.