• (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Inauguração » Eduardo diz que o Mais Médicos serve para marketing ao invés oferecer saúde

Suetoni Souto Maior

Publicação: 12/03/2014 14:55 Atualização: 12/03/2014 16:41

Eduardo Campos participou da inauguração de uma UPA no Córrego do Jenipapo, no Recife. Foto: Aluisio Moreira/SEI (Aluisio Moreira/SEI)
Eduardo Campos participou da inauguração de uma UPA no Córrego do Jenipapo, no Recife. Foto: Aluisio Moreira/SEI
O governador e virtual candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB), disse nesta quarta-feira (12) que o programa Mais Médicos, do governo federal, nos moldes do que é praticado hoje "pode ser interpretado como uma coisa mais para fazer o marketing que para trazer saúde ao povo". A análise em relação a um dos carros-chefes do que deverá ser o programa de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) foi feita após o gestor acompanhar a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Córrego do Jenipapo, no Recife. A estrutura foi construída pela prefeitura da capital com recursos do governo do estado.

"Acho que o Mais Médicos tem que ser transformado em mais saúde, não é? Porque é muito mais complexo fazer políticas de saúde do que contratar só profissionais da medicina. Eu acho que é um desafio muito mais complexo. Tem que ser entendido assim, porque senão pode ser interpretado como uma coisa mais para fazer o marketing que para trazer saúde ao povo", ressaltou o governador, depois de figurar no palanque ao lado do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e do ex-ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), que disputará uma vaga no Senado.

Eduardo apontou as Upinhas 24h, a exemplo da entregue hoje, como um modelo do que o PSB poderá apresentar para o Brasil durante a campanha eleitoral. "Acho que o que está sendo feito pela saúde aqui no estado e, particularmente, no Recife, deve ser visto como uma experiência a ser adaptada, ser verificada para um dos problemas centrais hoje na pauta brasileira, que é o problema da saúde", destacou.

Minutos antes, durante o seu discurso na inauguração, Eduardo Campos lembrou as promessas que fez quando ainda era candidato ao governo, em 2006. Ele disse que prometeu construir três hospitais no estado e a promessa foi cumprida com bônus. O mesmo discurso foi reforçado pelo prefeito do Recife, que lembrou o tempo em que atuou como auxiliar do governo, quando, segundo ele, se cristalizou a máxima do "hoje é dia de tirar projeto do papel". "Passou o tempo em que fazer política era prometer e não cumprir", disse Geraldo.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: Edmar Brasil
Vá dizer isto para os Terroristas amigos de Cuba que hoje moram em Brasília. | Denuncie |

Autor: José Guilherme de Azevedo Lira Filho
Conheço alguns políticos cínicos, mas o atual governador do estado de Pernambuco conseguiu superá-los. | Denuncie |

Autor: JOÃO GOMES
EDUARDO.... gostar de criticar e não observar o sistema medico do seu governo... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.