• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Alianças » Armando Monteiro luta para ter apoio do PP nas eleições deste ano Reunião entre Eduardo da Fonte e o ex-presidente Lula pode definir caminho dos progressistas

Franco Benites

Publicação: 12/03/2014 08:41 Atualização:

A expectativa do momento é em relação a uma reunião entre o deputado federal e presidente estadual da legenda progressista, Eduardo da Fonte, e o ex-presidente Lula. Foto: Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press (Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press)
A expectativa do momento é em relação a uma reunião entre o deputado federal e presidente estadual da legenda progressista, Eduardo da Fonte, e o ex-presidente Lula. Foto: Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press

Com a aliança entre PTB e PT bem encaminhada, apesar da resistência de algumas tendências do partido insistirem em lançar um candidato próprio ao governo do estado, a legenda volta suas atenções para o PP. A expectativa do momento é em relação a uma reunião entre o deputado federal e presidente estadual da legenda progressista, Eduardo da Fonte, e o ex-presidente Lula.

O encontro, para tratar do apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), pode gerar dividendos à campanha do senador Armando Monteiro (PTB) rumo ao governo do estado caso os petistas confirmem a aliança com o PTB. “Tentamos o apoio do PP em torno da presidente Dilma. Nossa expectativa é de que em Pernambuco não seja diferente e os progressistas fiquem com a gente”, declarou o senador Humberto Costa (PT), um dos entusiastas da parceria entre seu partido e o PTB.

Eduardo da Fonte afirmou que tentaria conversar com Lula até a primeira quinzena deste mês. Oficialmente, o encontro ainda não ocorreu. A assessoria do pernambucano informou que ele passou o dia de ontem em reuniões e não teve como atender a imprensa. O presidente estadual do PP pensa em lançar a vereadora Michele Collins ao governo do estado. Nos bastidores, esse movimento é visto como uma tentativa de o partido valorizar seu passe na campanha, já que perdeu a vaga de senador na chapa do PSB.

Armando Monteiro afirmou que iria esperar o encontro entre Lula e Eduardo da Fonte para só então se manifestar sobre as negociações com o PP. A paciência, aliás, é uma virtude que vem sendo exercida, pelo menos publicamente, pelo senador. Quando questionado sobre os avanços nas conversas com as outras legendas, a resposta preferida do petebista é que está tranquilo e otimista e que sabe esperar o tempo próprio de cada partido.

O PTB agregou o apoio do Pros e do PSC até agora. No próximo dia 23, o PT baterá o martelo sobre o caminho a seguir. Armando também espera uma resposta do PDT. O presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, afirmou que não há nada decidido.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.