• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mensalão » Dirceu diz que jamais usou celular na Papuda e nega regalias em depoimento Condenado no julgamento do mensalão José Dirceu é investigado pela Vara de Execuções Penais (VEP) pelo suposto uso de telefone celular dentro da Papuda

Correio Braziliense

Publicação: 11/03/2014 21:02 Atualização:

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu disse nesta terça-feira (11/3), em depoimento por meio de videoconferência, que jamais fez uso de telefone celular dentro do presídio, conforme detalhou ao Correio o advogado do petista, José Luis Oliveira Lima. Segundo o defensor, Dirceu também negou, durante os quase 30 minutos de interrogatório, ter recebido qualquer privilégio desde que foi preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em 16 de novembro.

“(O depoimento) Foi bom. Durou em torno de 20 a 30 minutos. O José Dirceu ratificou que jamais usou o telefone no presídio e que jamais teve alguma regalia desde que foi preso há quase quatro meses”, relatou o advogado. “Meu cliente disse também que tem uma conduta exemplar e que cumpre rigorosamente às normas do sistema prisional”, acrescentou Oliveira Lima.

Condenado no julgamento do mensalão a 7 anos e 11 meses de cadeia pelo crime de corrupção ativa, José Dirceu é investigado pela Vara de Execuções Penais (VEP) pelo suposto uso de telefone celular dentro da Papuda. A Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal (Sesipe) chegou a investigar o uso irregular do aparelho em duas ocasiões, mas arquivou os inquéritos após chegar à conclusão de que Dirceu não teria falado ao celular com o secretário da Indústria, Comércio e Mineração do Estado da Bahia, James Correia.

A VEP, no entanto, abriu investigação independente, que teve nesta terça mais um capítulo – o depoimento do suspeito tomado pelo juiz Bruno Ribeiro. Enquanto a investigação não chegar ao fim, o pedido de autorização apresentado por Dirceu para trabalhar em um escritório de advocacia ficará paralisado na VEP.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: aldir da paz
ele deve ter entendido Papua-Nova Guine | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.