• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Evento » Comissão Dom Helder Câmara participa de Congresso Internacional na Unicap

Diario de Pernambuco - Diários Associados

Publicação: 10/03/2014 09:22 Atualização: 10/03/2014 09:40

O Recife sedia o Congresso Internacional sob o tema “50 Anos Depois e a Nova Agenda da Justiça de Transição no Brasil”, no Auditório G2, da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). O evento, que acontece entre os dias 10 a 14 de março de 2014, a partir das 8h30, é promovido pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça em parceria com o Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares (Gajop) e com o apoio da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara.

A programação contempla mesas de debates, exposições, apresentações de trabalhos e atividades culturais e tem a presença de autoridades da América Latina, Estados Unidos, Europa e África, atuantes nas áreas do Direito, Ciências Políticas, História, Relações Internacionais, Filosofia e Sociologia.A proposta visa promover o debate acerca das ações futuras da Justiça de Transição no Brasil e gerar um momento reflexivo sobre a herança da ditadura militar brasileira.

Em destaque, no dia da abertura, haverá sessão pública para apreciação do pedido de Anistia de Jonas José de Albuquerque Barros e Ivan da Rocha Aguiar, jovens militantes pernambucanos mortos em 1º de abril de 1964 durante protestos estudantis contra a deposição do então governador de Pernambuco, Miguel Arraes de Alencar - o pedido de Anistia estende-se também aos familiares do ex-governador. O congresso Internacional é aberto ao público e gratuito para os ouvintes que optarem por não receber o certificado de participação mas exige cadastramento prévio pelo site: http://www.unicap.br/ihu/?p=5450.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.