• (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Governo » PPS oficializa apoio a Paulo Câmara

Publicação: 09/03/2014 21:33 Atualização:

A direção estadual do Partido Popular Socialista (PPS) decidiu, neste domingo (9) à tarde, durante reunião realizada no Hotel Mercure, na Ilha do Leite, firmar aliança com a frente Popular e apoiar a candidatura de Paulo Câmara ao governo de Pernambuco nas eleições deste ano. Depois de um debate interno, os pós-comunistas votaram por este caminho, contanto apenas com 5 abstenções e cinco votos contra.
 
Ao término da Plenária, a direção pós-comunista entregou a Paulo Câmara, que chegou ao evento do PPS acompanhado do seu candidato a vice-governador, o deputado federal Raul Henry (PMDB), e do pré-candidato ao Senado, o ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB), as propostas do partido para a campanha estadual. Os pós-comunistas desejam que sejam priorizadas a competitividade e a descentralização econômica de Pernambuco, as melhorias da educação, a atenção ao semiárido, a ampliação de ofertas de serviços públicos nas cidades e os investimentos na economia verde.
 
A presidente do PPS de Pernambuco, Débora Albuquerque, explicou que a discussão sobre a possibilidade de apoio ao PSB no nível estadual vinha acontecendo desde que o partido aderiu à aliança nacional para apoiar a candidatura do governador Eduardo Campos a presidente da República.
 
“Tivemos uma votação quase que unânime nesta reunião, para caminharmos com o PSB também no Estado. Foi uma decisão democrática, como é da cultura do PPS. Abrirmos espaço para que todos pudessem se manifestar”, afirmou. “Tenho certeza de que vamos fazer um belo trabalho juntos. Iremos avançar rumo ao melhor caminho para Pernambuco, com foco no desenvolvimento econômico, mas sem esquecermos o social”, pregou ela.
 
O vereador do Recife Raul Jungmann (PPS) destacou que o partido está seguindo na direção correta ao apostar em uma nova alternativa e também ressaltou que não espera nada em troca dos aliados. “Não queremos e nem pedimos nada ao PSB. Não estamos atrás de cargos. Fizemos esta escolha por razões políticas, que passam pelos princípios da ética e da responsabilidade com a sociedade”, ressaltou.
 
Último a falar no encontro, Câmara disse que ficou contente com essa escolha do PPS e que está confiante na campanha. “Desde o dia 24 de fevereiro, quando fui anunciado como pré-candidato, estou feliz e motivado. A adesão do PPS só fez aumentar minha motivação e minha alegria. Vamos trabalhar unidos em prol de melhorias para o nosso estado”, discursou.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: andre santos
O Governador nem se licenciou, já começa uma campanha eleitoral, antecipando o debate, o pps já se vendeu!!! Nossa isso é Democracia? Ou governocracia? | Denuncie |

Autor: Italo Santana
Depois de ver aquela reportagem no fantástico, sobre a educação em Pernambuco, eu me pergunto: Esse governador de m... ainda quer se candidatar a presidente? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.