• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » PPS oficializa apoio ao PSB Em reunião no Recife, pós-socialistas vão declarar apoio à candidatura de Paulo Câmara ao governo do estado

Mirella Marques

Publicação: 09/03/2014 10:02 Atualização: 07/03/2014 17:59

Raul Jungmann deve concorrer à Câmara dos Deputados. Foto: Aguinaldo Leonel/CMR  (Aguinaldo Leonel/CMR )
Raul Jungmann deve concorrer à Câmara dos Deputados. Foto: Aguinaldo Leonel/CMR
A Frente Popular (PSB), que tem como pré-candidato ao governo de Pernambuco o secretário estadual Paulo Câmara, deve ganhar mais um reforço neste domingo (9). É o que apontam as lideranças locais do PPS, que hoje anunciam oficialmente qual candidato ao Palácio do Campo das Princesas vão apoiar nas eleições de outubro. Nos bastidores dos dois partidos, fala-se que a presença de Paulo Câmara no anúncio é dada como certa, o que descartaria o apoio ao outro pré-candidato ao governo, o senador Armando Monteiro Neto (PTB). O encontro regional do PPS acontece às 14h, no Hotel Mercure, na Ilha do Leite, e deve reunir cerca de 200 filiados.

A entrada do PPS na Frente Popular deve render alguns "dividendos" aos socialistas no quesito guia eleitoral. O novo aliado vai doar um minuto a mais na propaganda eleitoral gratuita da Frente Popular, além de aumentar a mobilização de lideranças políticas no estado. Sem contar que um apoio, em tempos de pré-campanha, é sempre bem-vindo aos candidatos, pode demonstrar o peso de um palanque. Por outro lado, o PPS local espera a ajuda do candidato à Presidência Eduardo Campos na recondução do vereador Raul Jungmann ao cargo de deputado federal. O pernambucano já ocupou a Câmara dos Deputados em duas ocasiões, de 2002 a 2006 e de 2006 a 2010.

Raul atualmente é vereador do Recife. "Se o partido fizer minha indicação, estou à disposição para disputar como deputado federal", comentou. Caso esse prognóstico se confirme, em seu lugar na Câmara dos Vereadores ficará a suplente Vera Lopes. Jungmann, que já foi Ministro da Reforma Agrária (de 1996 a 2002), é um dos principais nomes do PPS no estado e, atualmente, faz oposição ao prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB).

Raul Jungmann deve concorrer à Câmara dos Deputados. Foto: Aguinaldo Leonel/CMR  (Aguinaldo Leonel/CMR )
Raul Jungmann deve concorrer à Câmara dos Deputados. Foto: Aguinaldo Leonel/CMR
Além do interesse mútuo, a escolha do PPS pelo PSB é natural, já que os dois partidos também estão coligados em âmbito nacional. E, inclusive, há um acordo assinado pela executiva em Brasília (DF) que determina que os diretórios estaduais sigam essa corrente. Segundo a presidente estadual do PPS, Débora Albuquerque, o nome de Armando Monteiro é muito conhecido no estado - "mais até do que Paulo Câmara" - e bem quisto dentro do seu partido. Mas ele estaria buscando apoios na base do PT o que, de acordo com ela, seria uma força oposta ao PPS. "Nós fazemos oposição nacional ao PT. Acredito que, por este motivo, existe um impedimento para que a maioria dos filiados defenda o nome de Armando", justificou.

Questinado sobre o apoio dos pós-socialistas, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, não quis se antecipar. Disse apenas que uma boa expectativa sobre a presença da legenda no palanque socialista. "Estamos numa expectativa positiva de ter o PPS na nossa coligação já que o partido é um aliado nosso nacional. A Frente Popular vê com muito entusiasmo a possibilidade de o PPS caminhar ao nosso lado", disse Sileno Guedes.  O PPS foi o segundo partido a anunciar apoio ao projeto nacional de Eduardo Campos. O primeiro foi o PPL.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.