• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Senador tucano afirma que reunião de Dilma e Lula "é crime eleitoral"

Publicação: 06/03/2014 21:31 Atualização: 06/03/2014 21:40

Brasília (DF) – O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) afirmou nesta quinta-feira (6) que há indícios de crime eleitoral na reunião da presidente Dilma Rousseff com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio da Alvorada. Também participaram o presidente nacional do PT, Rui Falcão, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, o publicitário João Santana e o ex-ministro da Comunicação Social Franklin Martins.


A ação será apresentada pelo senador à Justiça Eleitoral nesta sexta-feira (7). “É crime eleitoral”, afirmou o senador tucano de forma categórica. Ele vai basear a acusação no artigo 73 da lei 9504 de 1997 que prevê multa aos agentes públicos que usarem bens móveis ou imóveis para beneficiar candidatos, partidos ou coligações.



Informações no site do PSDB
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Rosimar Pereira
O PT pensa que pode tudo! Ainda temos JUSTIÇA nesse Brasil. O nosso voto é livre, mesmo com algumas compras, é pelo voto que vamos tira-lo do poder. Renova Brasil! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.