• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Correntes do PT definem tática para candidatura própria Petistas se reúnem na tarde desta sexta (28) na sede do partido

Franco Benites

Publicação: 05/03/2014 14:07 Atualização: 05/03/2014 15:28

Foto: Roberto Ramos/DP/D.A Press/Arquivo
Foto: Roberto Ramos/DP/D.A Press/Arquivo
Depois de se encontrar na última sexta-feira (28) para declarar que vai brigar para que o PT tenha candidato próprio ao governo do estado, o conjunto formado por sete correntes da legenda se reúne novamente nesta quarta-feira (5) no fim da tarde. O objetivo é definir como será a atuação do grupo, que precisa convencer a maioria dos delegados do partido a lançar um petista à sucessão estadual e não apenas apoiar a candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB).

Entre os dirigentes do PT cotados para concorrer governo do estado estão Prazeres Barros, Edmilson Menezes, Osmar Ricardo, Zé Oliveira, Severino Nascimento, o Faustão, e Oscar Barreto, presidente do partido no Recife. No entanto, os grupos que apoiam esses nomes precisarão convencer os delegados petistas até o dia 23 de março, dia em que será definido qual o caminho escolhido pela legenda na sucessão estadual.

A opção pela candidatura própria é defendida pelas correntes O Trabalho, Esquerda Marxista Alternativa Socialista e Democrática, Coletivo Esporte e Lazer, Coletivo Quilombo e Novos Rumos PE. Já o apoio declarado à candidatura de Armando Monteiro agrega os votos do senador Humberto Costa e dos deputados federais João Paulo, Pedro Eugenio e Fernando Ferro.

A presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e o presidente nacional do PT, Rui Falcão, também concordam que o PT componha a chapa de Armando Monteiro. Dessa maneira, caberia ao partido indicar o candidato ao senado.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.