• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Nazaré da Mata » Eduardo Campos faz críticas ao governo federal Em sua passagem pela cidade da Zona da Mata Norte, Campos atacou o que chama de "velha política"

Publicação: 03/03/2014 15:51 Atualização: 03/03/2014 17:44

Eduardo Campos falou em palanque na cidade de Nazaré da Mata. Foto: Paulo paiva/DP/D.A.Press
Eduardo Campos falou em palanque na cidade de Nazaré da Mata. Foto: Paulo paiva/DP/D.A.Press
O governador Eduardo Campos (PSB), virtual candidato à Presidência da República, aproveitou a passagem por Nazaré da Mata, nesta segunda-feira (3), para fazer críticas ao governo federal. Campos declarou que quem está no poder não pensa no interesse público. "Brasília está cheia de gente que pensa mais em si do que na nação", ressaltou. O governador aproveitou também para atacar o que chama de "velha política". "O pacto que está aí é um pacto velho, carcomido e mofado. Ele não representa mais a ideia de nação mais ética e de Justiça", disse.

Eduardo Campos falou rapidamente com a imprensa logo após apresentação dos maracatus em Nazaré da Mata.O governador estava acompanhado do secretário da Fazenda de Pernambuco, Paulo Câmara, e do ex-ministro da Integração, Fernando Bezerra Coelho, escalados pelo gestor para a disputa do governo do estado e da vaga para o Senado através da Frente Popular. Campos também esteve na Associação das Mulheres de Nazaré da Mata, no centro da cidade.

O governador evitou falar sobre a candidatura da ex-senadora Marina Silva (Rede) para vice na sua chapa de presidente. No entanto, o nome dela deve ser confirmado ainda neste mês. Pesquisas internas encomendadas pelo PSB mostram que o peso eleitoral do socialista cresce quando ele tem o nome associado ao de Marina Silva, que se filiou ao PSB após ver rejeitada a ação para que o seu partido fosse criado. Segundo um socialista ouvido pelo Diario, os nomes de Eduardo e Marina representam a consolidação de um projeto de governo.

Campos também esteve na Casa da Rabeca do Brasil, na Cidade Tabajara, em Olinda. O local foi palco da 10ª edição do Carnaval Mesclado, evento que reúne 60 grupos de maracatus, caboclinhos, frevo e cavalo marinho, entre outros ritmos que simbolizam a cultura pernambucana. Nas proximidades, também foi realizada a 24ª edição do Encontro Estadual de Maracatus de Baque Solto, que reuniu agremiações de todo o estado, que também se dirigiram à Casa da Rabeca.

"É uma alegria voltar à Casa da Rabeca, como faço todas as segundas-feiras de carnaval, para aplaudir a cultura pernambucana, para agradecer a resistência de tantos mestres que, ao longo de tempos até mais difíceis seguraram as nossas raízes e garantiram essa expressão bonita de nossa cultura", destacou o governador, que antes de Olinda, esteve em Tracunhaém e Nazaré da Mata, ambos na Mata Norte, onde assistiu às apresentações de diversos maracatus, que também se apresentarão na Casa da Rabeca nesta segunda-feira.

Eduardo foi recebido por Pedro Salustiano, filho do rabequeiro Mestre Salustiano, que foi o fundador da Casa da Rabeca e do maracatu rural Piaba de Ouro. "Quero agradecer a Pedro e a toda a sua família, na memória do mestre Salustiano pela grande contribuição dada à cultura pernambucana. Desejar a todos um grande Carnaval em 2014, e que essa resistência do maracatu possa nos animar a resistir na construção de uma pátria livre, de um País mais justo e de um Pernambuco que siga em frente", afirmou o governador. A agenda de carnaval do governador para esta segunda-feira ainda incluiu visitas aos municípios de Paudalho e Chã de Alegria, também na Mata Norte pernambucana.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: josadaque Nascimento
Nova politica com Jarbas,Roberto Freire e Bonhause e Inocêncio Oliveira | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.