• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Oscar Barreto critica aliados: "Deram um cheque a Armando" Para dirigente, apoio a petebista é imposição no PT

Franco Benites

Publicação: 28/02/2014 15:13 Atualização:

Até o momento o Partido dos Trabalhadores tem seis nomes cotados para disputar o governo do estado caso a tese de uma candidatura própria prevaleça na legenda. Entre os dirigentes cotados para concorrer ao posto ocupado hoje por Eduardo Campos (PSB), estão Prazeres Barros, Edmilson Menezes, Osmar Ricardo, Zé Oliveira, Severino Nascimento, o Faustão, e Oscar Barreto. Esse último é presidente do PT no Recife e está confiante de que a legenda deverá caminhar com suas próprias pernas. "Montamos o comitê hoje para convencer (os filiados)".

Oscar Barreto adotou um tom bastante duro contra os adeptos da teoria de um apoio ao senador e pré-candidato Armando Monteiro (PTB) ao governo do estado. Entre eles, estão o senador Humberto Costa e o deputado federal João Paulo. "A turma que vem negociando com Armando vem fazendo isso desde 2012. Ao mesmo tempo em que diziam que a candidatura de Dilma era prioritária e uma candidatura própria também, eles faziam almoços e acordos. Deram um cheque ao PTB. Alguém que passou o cheque para Armando tem que entregar a mercadoria que foi oferecida", disse.

Para Oscar Barreto, a posição da presidente Dilma Rousseff e do presidente nacional do PT, Rui Falcão, de endossar o apoio a Armando Monteiro está equivocada. Quem está dialogando com Dilma não está colocando todos os cenários políticos. Dilma e Rui Falcão têm que sentir esse termômetro dessa militância, que ganhou as prévias e o PED do PT. Uma candidatura própria vai afirmar o projeto do PT. Quero o partido protagonista".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.