• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Carta na manga » Armando de olho no eleitor da concorrência Senador vai evitar críticas ao governador e ex-aliado para não perder votos durante na campanha

Franco Benites

Publicação: 28/02/2014 08:20 Atualização: 28/02/2014 09:51

Armando Monteiro pretende evitar críticas a Eduardo foto: Roberto Ramos/DP/D.A PRESS (Roberto Ramos/DP/D.A PRESS)
Armando Monteiro pretende evitar críticas a Eduardo foto: Roberto Ramos/DP/D.A PRESS

O passado eduardista do senador e pré-candidato ao governo do estado Armando Monteiro (PTB) será colocado à prova nas eleições de outubro. Adversário do secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) na briga pelo Palácio do Campo das Princesas, o petebista precisará explicar ao eleitor pernambucano porque desembarcou de uma administração bem avaliada. Internamente, no entanto, essa ligação remota com o governador e presidenciável Eduardo Campos é vista como uma carta na manga.

A candidatura de Armando Monteiro servirá de base no estado para a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), mas no PTB há quem acredite que o senador, em seus discursos para os eleitores e nas propagandas eleitorais do rádio e TV, não irá criticar Eduardo Campos. Armando quer aproveitar o desconhecimento do eleitor sobre Paulo Câmara e ficar com o voto de quem está decidido a eleger Eduardo e o pré-candidato ao senado Fernando Bezerra Coelho (PSB), mas não tem confiança em um candidato sem experiência política para o governo do estado.

Junte-se a essa estratégia o fato de que Armando não quer se arriscar passar ao eleitoral a imagem de que tem “duas caras” e deu as costas a quem lhe ajudou a se eleger para o senado. Até pouco tempo atrás, o senador aparecia nas inserções do PTB no rádio e na TV exaltando a participação do partido na administração eduardista e a parceria com o governador.

Os petebistas afirmam que, apesar de silenciar nas críticas a Eduardo Campos, o senador não abdicará de fazer campanha para a reeleição de Dilma Rousseff. Sem invalidar as ações do PSB, Armando mostrará que deu sua contribuição a Pernambuco enquanto senador e que a ajuda do governo federal para a realização de alguns projetos e obras estaduais foi fundamental.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.