• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições 2014 » Paulo Câmara deixará a Secretaria da Fazenda depois do carnaval

Rosália Rangel

Publicação: 26/02/2014 15:19 Atualização: 26/02/2014 17:28

Paulo Câmara, a partir de março, vai se dedicar exclusivamente à campanha eleitoral. Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press  (Alcione Ferreira/DP/D.A Press )
Paulo Câmara, a partir de março, vai se dedicar exclusivamente à campanha eleitoral. Foto: Alcione Ferreira/DP/D.A Press
O secretário da Fazenda, Paulo Câmara (PSB), deixará o cargo depois do carnaval para cuidar da campanha para o governo do estado. Inicialmente, a saída dele estava prevista para a última terça-feira (25), um dia após o anúncio que oficializou Câmara na cabeça da chapa da Frente Popular de Pernambuco, com o deputado federal Raul Henry (PMDB) na vice e o ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB) para o Senado.

No comando da Secretaria da Fazenda desde 2011, Paulo Câmara optou por ficar mais alguns dias à frente da pasta para organizar as ações que terão continuidade com o seu sucessor. Mesmo assim, o secretário tem conciliado a agenda administrativa com a política. Tem dedicando parte do tempo, geralmente à noite, para as reuniões iniciais da pré-campanha.

Com a saída de Paulo Câmara da Fazenda começa o processo de escolha de quem irá susbstituí-lo. O nome natural seria do secretário-executivo de Coordenação Institucional, José Francisco Neto, homem da extrema confiança do atual secretário. Ele, inclusive, assumiu a Secretaria de Administração em 2010, quando Paulo Câmara recebeu do governador Eduardo Campos (PSB) a missão de comandar a Secretaria de Turismo.

Nos bastidores, no entanto, comenta-se que Zé Neto, como é chamado entre os colegas, também deverá deixar a secretaria junto com Paulo Câmara para assumir um função estratégica na campanha do socialista. Outros nomes cotados são dos secretários-executivos da Fazenda, Oscar Victor, da Receita Estadual, e Lincoln Santacruz, do Tesouro Estadual. Um deles poderá assumir o cargo até 4 abril, quando Eduardo Campos deixará o governo. Isso porque, a partir daí, quem assume o comando do governo é o vice-governador João Lyra (PSB) que poderá indicar um outro nome para a Fazenda.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.