[an error occurred while processing this directive] Prefeitura e governo do estado cancelam camarotes oficiais | Política: Diario de Pernambuco
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Carnaval » Prefeitura e governo do estado cancelam camarotes oficiais

Rosália Rangel

Publicação: 25/02/2014 16:51 Atualização: 25/02/2014 17:01

Para evitar maiores problemas e possíveis protestos, a Prefeitura do Recife e o governo do estado decidiram cancelar os camarotes oficiais que montavam cada um no Desfile do Galo da Madrugada, na Dantas Barreto, e no Recife Antigo. A nota oficial confirmando a notícia foi divulgada nesta terça-feira (24).

A decisão também desmobiliza o espaço localizado no Marco Zero, que funcionava durante todo carnaval para rebecer convidados. De acordo com a nota, o local irá abrigar um Posto de Comando Integrado, reunindo SDS e Guarda Municipal, enquanto os dois camarotes da Dantas Barreto serão repassados à diretoria do Galo, que irá arcar com todos os custos de montagem e comercializar as entradas ao público.

De acordo com a nota oficial, a decisão foi tomada pelo prefeito Geraldo Julio (PSB) e pelo governador Eduardo Campos (PSB) depois de uma reunião de monitoramento para definir as ações do carnaval. “Da mesma forma que decidiu não investir recursos públicos na realização do Fifa Fan Fest, o prefeito optou por não oferecer os receptivos este ano”, disse o secretário de Turismo e Lazer, Felipe Carreras, no texto enviado à imprensa.

"O governo já havia desistido de montar o seu camarote da Torre Malakoff e, após a decisão do prefeito Geraldo Julio de acabar com os camarotes, o governador decidiu cancelar também o seu espaço no Galo da Madrugada”, revelou Marcelo Canuto, secretário estadual de Cultura.
Mesmo antes do anúncio, comentários foram postados nas redes sociais criticando os privilégios e os gastos com dinheiro públicos com espaços para convidados e integrantes do governo.

O primeiro andar do Armazém 12 será transformado em um posto de observação da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e outros órgãos operativos. O objetivo da iniciativa é diminuir o tempo de resposta dos órgãos operativos em caso de ocorrências.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.