Pernambuco.com



  • (4) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Economia » Em discurso para empresários, Eduardo Campos critica Dilma e elogia FHC

Filipe Barros - Diario de Pernambuco

Publicação: 25/02/2014 16:19 Atualização:

Falando para empresários do Rio de Janeito, o governador Eduardo Campos (PSB), pré-candidato à Presidência da República, elogiou o Plano Real implantado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) há 20 anos e criticou novamente como o governo da presidente Dilma Rousseff administra a economia do Brasil. O socialista afirmou que a petista conduz a economia "à maneira que era administrada antes do Real". A informação é de Vera Magalhães, na Folha de S. Paulo desta terça-feira (25).

Um dos principais pontos de crítica do governador em relação à Dilma são os rumos da economia brasileira. Nesta segunda-feira (24), Eduardo disse que "o setor de energia é o mais sacrificado". "Entregamos o Ministério das Minas e Energia a São Pedro. Estamos segurando preços administrados para segurar inflação. Cuidando das taxas, não da inflação", afirmou o virtual oponente de Dilma.

É a segunda vez em três dias que o presidenciável do PSB e ex-aliado do PT presta tributo ao plano econômico lançado por FHC quando era ministro no governo Itamar Franco. A primeira foi no sábado, em Porto Alegre, durante o debate sobre as diretrizes para a elaboração do plano de governo do PSB. Nesta terça-feira (25), o Congresso Nacional realizou uma sessão solene destinada a comemorar os 20 anos de lançamento do Plano Real. O evento aconteceu no Senado e contou com a participação de diversos senadores e deputados e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Plano Real
O Plano Real, lançado em 27 de fevereiro de 1994, no governo de Itamar Franco, com a edição da Medida Provisória 434/1994, foi um amplo programa de estabilização econômica que teve como principal objetivo o controle da hiperinflação que assolava o país. Entre outras medidas, criou a Unidade Real de Valor (URV), moeda virtual que serviu para a transição entre o Cruzeiro Real e o Real. Aprovada na forma de projeto de lei de conversão (PLV 11/1994), a MP se transformou na Lei 8.880/1994.

Elaborado a partir de 1993 por uma equipe de economistas reunida e capitaneada pelo então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, utilizou-se de diversos instrumentos econômicos e políticos para a redução da inflação que chegou a 46,58% ao mês em junho de 1994, quando do lançamento da nova moeda, o Real.

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: wilson Rodrigues da Luz Luz
É lamentável, mas é a pura verdade. Todo politico tem dificuldade de manter a personalidade. Como Exemplo temos Eduardo Campos que está cuspindo no prato que comeu. | Denuncie |

Autor: wilson Rodrigues da Luz Luz
É muito triste e ao mesmo tempo, falta de personalidade de Eduardo Campos ficar cuspindo no prato que comeu. Haja visto que cresceu politicamente com á ajuda de LULA e do PT, e agora fica criticando da presidenta DILMA. Enfim ele é politico, e todo politico tem carência de personalidade. | Denuncie |

Autor: Jackson Silva
É demagogia pura de Eduardo e demonstra que o mesmo não tem caráter, hoje elogia os tucanos onde ontem ele o repugnavam. Fala sério. | Denuncie |

Autor: José Silva
É um Traíra. O FHC sempre deu uma banana para o Nordeste. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »