Pernambuco.com



  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleição presidencial » Aécio Neves quer oficializar pacto com Eduardo Campos para segundo turno

Tércio Amaral

Publicação: 21/02/2014 09:03 Atualização: 21/02/2014 11:12

Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press/Arquivo
Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press/Arquivo

O senador de Minas Gerais Aécio Neves (PSDB) desembarca hoje no Recife, com sua esposa, a modelo Letícia Weber, para uma visita de "cortesia" ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e a primeira-dama Renata Campos. O casal mineiro pretende conhecer o quinto filho de Campos, Miguel Campos, nascido no final do mês passado. Oficialmente, o encontro tem um caráter estritamente pessoal, mas, segundo alguns aliados, a pauta política entrará em discussão. Os dois políticos são os presidentes de seus respectivos partidos e pré-candidatos à Presidência da República e articulam um "pacto" de apoio num possível segundo turno contra a presidente Dilma Rousseff (PT), que disputará a reeleição.

"Esta visita tem um caráter estritamente pessoal. Os dois são amigos e Aécio vem com a esposa para conhecer o filho do governador", disse o deputado federal Bruno Araújo (PSDB), por telefone, ao Diario. O parlamentar, que estava cotado para concorrer ao cargo de senador pela Frente Popular, mas teve seu nome preterido pelo do ex-ministro Fernando Bezerra Coelho, do PSB, comentou que não houve "perdas" para ambos os lados e que existe uma "simetria". Ele cita que em Pernambuco o PSB tem a primazia, pelo acordo dos dois líderes, de indicar o candidato ao governo e do Senado. A situação também se costura do mesmo jeito, em Minas Gerais, só que pela liderança tucana.

 

"Em Minas, o PSB vai apoiar a candidatura do ex-ministro Pimenta Veiga ao governo do estado, que é do PSDB. O candidato ao senado será o governador Antônio Anastasia, também do PSDB", completou Bruno. A passagem de Aécio Neves poderá, também, envolver conversas sobre a aliança dos dois partidos em sete estados. Atualmente, os partidos enfrentam dificuldades nos ajutes em estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Paraíba. Ontem, Aécio Neves participou do lançamento do lançamento do movimento "Todos por Minas", uma espécie de lançamento da pré-candidatura dos tucanos ao governo mineiro, que reuniu diversas lideranças.

Um tucano ouvido em reserva pelo Diario comentou que a "perda" da indicação ao Senado já era esperada em Pernambuco. "O partido antecipou a aliança ao entrar no governo ficou sem argumento. A estratégia foi equivocada", disse. O tucano também revelou que Aécio Neves espera que Eduardo Campos sinalize publicamente que pretende apoiá-lo num eventual segundo turno contra a presidente Dilma Rousseff (PT). Aécio já fez isso e espera o mesmo do aliado. Outro ponto revelado pela fonte é que o acordo em Minas não foi fechado, e caso o PSB decida lançar candidato próprio ao governo mineiro, a aliança em Pernambuco estaria terminada.

No Recife, Aécio Neves também terá um encontro pela manhã, às 10h30, num hotel no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife, com deputados estaduais e federais do PSDB, além do prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes. O partido, apesar de ter entrado na gestão do PSB no governo do estado, ainda milita na Assembleia Legislativa no campo da oposição, com os deputados Terezinha Nunes e Daniel Coelho. "Ele aproveitou o momento para conversar com os deputados que darão sustentação ao seu projeto presidencial no estado. Não existe uma pauta específica", disse Daniel Coelho. No sábado, Aécio Neves segue para a cidade de Maceió, no estado de Alagoas, para participar do tradicional bloco "Pinto da Madrugada".

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Manoel Cunha
Dr Aécio Neves seja inteligente o BRASIL e todo 40 | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »