• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Discurso » "Minas não se curvará ao desgoverno que tomou conta do país", diz Aécio O senador participou nesta terça-feira do "Movimento Todos Por Minas - continuar crescendo só depende de nós", que marca também a o lançamento da pré-candidatura de Pimenta da Veiga ao governo de Minas

Estado de Minas

Publicação: 20/02/2014 14:48 Atualização:

Foto: PSDB/Divulgação
Foto: PSDB/Divulgação

Com um forte discurso de oposição, o senador Aécio Neves participou nesta terça-feira, em Belo Horizonte, do lançamento do “Movimento Todos Por Minas- continuar crescendo só depende da gente”. “Minas não se curvará ao desgoverno que tomou conta do país, à irresponsabilidade do governo federal, que vai nos legar um crescimento pífio, inflação alta e a falta de crescimento do Brasil”, pontuou Aécio, que é pré-candidato à Presidência da República.

“Muitos foram os discursos, muitas foram as promessas que não foram cumpridas e nós vamos tirá - los do poder “, disse Aécio. O movimento reuniu lideranças tucanas e cerca de 20 partidos aliados ao PSDB, no Clube Mackenzie, no Bairro Santo Antônio, Região Centro-Sul da capital. O evento, que contou com a presença de mais de 5 mil pessoas, foi organizado para fazer também o lançamento da pré-candidatura ao governo de Minas do ex-ministro Pimenta da Veiga.

Em seu discurso, o governador Antonio Anastasia reforçou o apoio que o estado dará a Aécio Neves na corrida presidencial: " Aécio, siga sua caminhada e leve as ideias de Minas Gerais para o Brasil sabendo que sua retaguarda estara sempre aqui. Vamos trabalhar por Aeéio em Brasília e Pimenta por Minas Gerais. Por Minas e pelo Brasil", disse.

Já Pimentra da Veiga afirmou que foi chamado para servir Minas Gerais e que sua prioridade será trabalhar pela educação. Ele disse que pretende governar na companhia de todos, não só partidos políticos mas sindicatos, mulheres, o PSDB Afro, professores, servidores da saúde, entre outros. Além disso, fez críticas à gestão da presidente Dilma Rousseff e disse que o governo federal maldosamente virou as costas para Minas Gerais. "Vamos tirá-los do poder e iniciar um novo tempo com Aécio presidente", concluiu.

Azeredo

O ex-deputado Eduardo Azeredo, que renunciou ao cargo na quarta-feira, não esteve presente no evento. Sobre o político o colega de partido, Aécio disse que ele é "conhecido e reconhecido e respeitado pelo mineiros como um homem de bem". Questionado sobre a possibilidade de o PT usar o tema para ataques ao PSDB na campanha eleitoral, foi direto: "não temos que rebater nada. Nossa história fala por nós". "Sobre esse assunto eu já falei o que eu tinha a dizer", declarou, encerrando a breve entrevista que concedeu após o evento oficial.

Com informações de Juliana Cipriani 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.