Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Protesto » Marchinha sindical contra projeto que tipifica terrorismo

Correio Braziliense

Publicação: 19/02/2014 23:38 Atualização:

Um grupo de cerca de 20 pessoas ligadas à Força Sindical, incluindo alguns servidores da Câmara dos Deputados, circulou pelos corredores da Casa na tarde de ontem para protestar contra os projetos que pretendem tipificar o terrorismo e coibir as manifestações de rua. Com cartazes e cantoria, os sindicalistas ironizaram a relação do tema com o regime militar, entoando “Eu te amo, meu Brasil”, uma marchinha de carnaval que ficou vinculada ao Brasil da ditadura.

Apesar de o projeto em tramitação no Senado sobre terrorismo ser do senador Romero Jucá (PMDB-RR), a Força Sindical atribuiu a tentativa de transformar manifestantes em terroristas ao governo federal. Além de cartazes contra a presidente Dilma Rousseff, com chapéu da cor da bandeira brasileira, três músicos usaram violão, prato e tambor para puxar o protesto ao som da música que virou uma espécie de hino do governo na época. “A presidente foi reprimida pela ditadura, sabe que a manifestação é uma arma do povo. Impedi-la é um retrocesso, um tiro no pé da democracia”, disse.

O grupo se reuniu com os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para pedir que a matéria fosse revista no Congresso. “É preciso ser duro na punição aos mascarados e baderneiros, mas não se pode criminalizar os movimentos sociais”, criticou o deputado federal Paulo Pereira (SDD-SP), o Paulinho da Força, que participou do ato.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »