Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mensalão mineiro » Em carta de renúncia, Azeredo classifica acusações como "desumanas" O documento foi lido na mesa do plenário pelo deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) e será publicado na quinta-feira (20/2) no Diário Oficial da Câmara

Correio Braziliense

Publicação: 19/02/2014 14:51 Atualização: 19/02/2014 15:25

Foto: Geraldo Magela/Ag. Senado/Arquivo
Foto: Geraldo Magela/Ag. Senado/Arquivo
A carta de renúncia do ex-deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG) foi lida por volta de 13h desta quarta-feira (19/2) no plenário da Câmara dos Deputados. O documento foi entregue à Secretaria-Geral da casa e ao presidente, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pelo filho do ex-parlamentar, Renato Azeredo e pelo advogado José Gerardo Grossi.

Na carta, Azeredo afirma não ser culpado das acusações feitas pela Procuradoria-Geral da República, que ele classificou como "injustas, agressivas, radicais e desumanas". O tucano diz ter sido transformado em "mero alvo político destinado a sofrer ataque para compensar delitos cometidos por outros".

O político diz que a situação provocou risco à saúde. "Estou pronto a responder em qualquer foro as acusações que me fazem. Não vou, porém me sujeitar à execração pública por ser um membro da Câmara dos Deputados e estar sujeito a pressões políticas. Deixo o parlamento para dedicar todos os meus dias à defesa de minha honra e de minha liberdade., disse.

O texto foi lido na mesa do plenário, pelo deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) e será publicado nesta quinta-feira (20/2) no Diário Oficial da Câmara.

Com a renúncia, Azeredo escapa da possibilidade de ter o mandato cassado em caso de condenação pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O deputado João Bittar (DEM-MG), que era suplente, será efetivado na vaga do tucano.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »